Produtores de alface de Mário Campos (MG) destruíram parte das lavouras da região na primeira semana de agosto, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea

Com o clima favorável para a produção, a oferta da folhosa aumentou, e os produtores tiveram dificuldades para vender todo o volume colhido. A menor procura, por conta das temperaturas mais baixas, também resultou em sobra de alfaces nas roças mineiras.

Além disso, a greve dos caminhoneiros também interferiu nas vendas. Entre 31/07 e 04/08), a alface crespa teve média de R$ 5,74/cx com 20 unidades em Mário Campos, queda de 10,07% frente ao período anterior e abaixo das estimativas de custos de produção (R$ 7,59/cx).

Fonte: Cepea

Veja também:  Ovos: Setor aguarda melhora na saída do produto

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: