A China passou ao primeiro lugar no ranking dos principais compradores de carne bovina in natura brasileira em maio, chegando pela primeira vez na posição de liderança, informa a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

O levantamento foi feito com base nos números divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O Brasil exportou 101 mil toneladas de carne bovina in natura em maio, com faturamento de US$ 398,2 milhões. A China respondeu por 20,3 mil toneladas e faturamento de US$ 84,4 milhões desse total.

O mercado chinês foi aberto para a carne bovina do Brasil em maio do ano passado e, desde então, os embarques para o país asiático vêm aumentando. Em segundo lugar no ranking dos principais países importadores de carne bovina in natura brasileira ficou o Egito, com 17,3 mil toneladas, gerando faturamento de US$ 53,8 milhões. Hong Kong ficou em terceiro lugar, com 15 mil toneladas e receita de US$ 58,3 milhões gerada para os exportadores brasileiros.

Maio foi o segundo melhor mês para as exportações de carne in natura brasileira neste ano, perdendo apenas para as 110,8 mil toneladas exportadas em março. Os números consolidados das exportações de carne bovina brasileira em maio em todas as categorias, incluindo também produtos industrializados, miúdos, tripas e salgadas, além da carne in natura, ainda serão divulgados pela Abiec em breve, informou a associação em nota.

Veja também:  China e Estados Unidos se desentendem sobre políticas de comércio agrícola

Fonte: CarneTec

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: