É notória a paixão que os americanos têm pela abóbora. Nas festas de Dia das Bruxas (Halloween), o fruto domina a paisagem, escavado em formato de cabeça com uma vela acesa na boca. A admiração vai além: os EUA são líderes mundiais na produção de cerveja feita com abóbora.

Tanto que anualmente acontece o Grande Festival da Cerveja de Abóbora. Realizada em Seattle (noroeste do país), a edição deste ano foi a de número 13, ocupou um centro de convenções nos dois últimos fins de semana de setembro e reuniu 50 cervejarias que têm no seu portfólio alguma gelada feita com o fruto.

O ponto alto da festa ficou a cargo da cervejaria Elysian, que tem sede em Seattle. Um fazendeiro local chamado Joel Holland conseguiu colher uma abóbora gigante, com mais de 800 quilos. Os mestres cervejeiros da empresa vão se encarregar de transformar esse monstro em 950 litros da bebida.

Não é uma tarefa fácil. Com furadeiras, serras e maçaricos, eles tiram a tampa do fruto, que pode chegar a mais de 40 quilos. Depois, as sementes são retiradas, e a polpa, escavada.

Tudo tem de ser feito com muito cuidado, pois uma parte do processo de produção é feito dentro da própria casca do fruto, que fica imprestável caso apresente rachaduras ou furos fora de lugar.

Veja também:  Para combater o aquecimento global, consumo desta alga pode afetar o arroto das vacas

Do lado de cá do Equador, dificilmente será possível provar o produto, previsto para estar pronto em janeiro. Os moradores de Seattle não devem deixar uma gota sair pra fora da cidade.

Outras curiosidades a respeito desta iguaria, você pode conferir abaixo:

Esta garrafa especial de bebidas de abóbora é engarrafada a mão e destilada com suco de abóbora assada, dentes de alho, canela, gengibre, noz moscada, Madagascar Bourbon e um gim no estilo ocidental.

Sim, é um trabalho árduo e o exemplo perfeito de um verdadeiro trabalho de amor. Em cada temporada, nós realizamos um pequeno lote, e quando ele acabar, você precisará esperar até o próximo ano …

Pumpkin King Cordial é vendida por $ 19,99.

 

Os frequentadores do festival apreciam cerveja do barril de abóbora.

Abóbora gigante

O gigante do Atlântico remonta a uma abóbora premiada no início da década de 1980 , mas os produtores descobriram todos os tipos de maneiras de encorajar esta abóbora a crescer cada vez mais rápida, maior e mais pesada. Tratamentos de fungos para incentivar mais ingestão de nutrientes, cobrindo-os com um cobertor de proteção à noite – os agricultores de abóbora gigantes tentarão qualquer coisa.

A outra coisa sobre esta cultura em particular é que não é bom comer. Em absoluto. A Holanda descreve o sabor como “insípido”, observando que o gigante do Atlântico é uma variedade particularmente insignificante. É cultivado quase exclusivamente para competições, e não é barato fazer isso. “O gigante do Atlântico é uma planta grande. A maioria dos produtores permite 600 a 1.000 pés quadrados por planta “, diz Holland.” O tempo, o esforço e a despesa produzidos nesses gigantes não seriam rentáveis ​​para a maioria das outras culturas “.

Veja também:  "Mandiocão" - Agricultor gaúcho colhe mandioca de 23 kg

Ô loco meu, você sabia que isso existia? Deixe seu comentário.

Fonte: Canal Rural com edição por Agronews.

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: