A inauguração do Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica do Núcleo Regional Centro, em Campo Verde, nesta sexta-feira (17 de junho), será também uma oportunidade para produtores e colaboradores cuidarem da saúde. Isso porque dois ônibus do programa Fazenda Saudável, do Instituto Algodão Social (IAS), estarão presentes no evento.

Dois profissionais de enfermagem estarão aptos a realizar exames de colesterol, glicemia, cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC) e aferição de pressão arterial. Os exames serão realizados por meio do sistema de coleta capilar (ponta do dedo), uma maneira simples e rápida, e o resultado sai em apenas cinco minutos.

“É interessante que os profissionais de fazenda façam esse acompanhamento”, comentou o coordenador operacional do IAS, Marco Antônio Gonçalo dos Santos. Ele revela que já houve casos em que colaboradores que estavam com problemas de colesterol e glicose descobriram a situação durante as visitas do Fazenda Saudável. “Geralmente as pessoas já têm problemas e não sabem. Então é importante fazer o teste para tomar ciência. É uma forma de prevenção”, completou.

Aqueles que quiserem realizar os exames deverão estar em jejum e o atendimento deve começar a partir das 7h30. Antes da coleta, pede-se para que os pacientes preencham uma pesquisa voluntária de saúde social, para traçar o perfil de saúde dos colaboradores e associados à Ampa (Associação Mato-Grossense dos Produtores de Algodão).

Veja também:  Algodão: Valorização da pluma perde durante o mês de maio

Os dados colhidos durante o evento nortearão as futuras ações do IAS, como orientações e treinamentos. “De acordo com os dados, a gente vê que o problema em determinada região é hipertensão. Então vamos fazer palestras e orientações sobre isso. Ou o problema é que tem muito fumante, então vamos fazer campanha antitabagismo”, explica o coordenador.

O programa Fazenda Saudável foi criado em setembro de 2013, com o objetivo de realizar ações de orientação e prevenção destinadas aos colaboradores e associados à Ampa, assim como traçar o perfil de saúde desses profissionais. Até o primeiro semestre de 2016, a equipe já atendeu cerca de 11 mil pessoas, por meio de visitas programadas em mais de 150 fazendas do interior de Mato Grosso.

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: