Na próxima quinta-feira (11), a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) realiza mais três operações de apoio à comercialização do milho. No caso do leilão de Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural), serão ofertadas 500 mil toneladas do cereal de Mato Grosso.

 

O leilão é destinado aos produtores que deverão comprovar a venda de do milho para avicultores, suinocultores, bovinocultores, ovinocaprinocultores, piscicultores, indústrias de ração ou de alimentação humana e comerciantes, com escoamento para os destinos especificados no edital.

O prêmio para a operação deverá ser divulgado pela entidade com até dois dias de antecedência da realização do leilão.

PEP

Para o leilão de Pep (Prêmio para o Escoamento de Produto) serão ofertadas 300 mil toneladas de milho da safra 2016/17 e 2017, produzido em Mato Grosso. Assim como no leilão de Pepro, o prêmio também deverá ser divulgado até o prazo de dois dias antes da data da operação.

O escoamento final do milho em grão ou seus derivados (quando o participante for uma indústria de alimentos ou de ração animal) deverá ser realizado para qualquer região, exceto para os estados do Sul do Brasil, Sudeste (com exceção de São Paulo, Espírito Santo e norte de Minas Gerais, para onde o escoamento será permitido) e Centro Oeste, e os Estados da Bahia, Maranhão, Pará, Piauí, Rondônia e Tocantins. As informações estão contidas no edital.

Veja também:  Eucalipto: Setor florestal amarga queda nos preços de até 30% em MS

Contratos de opção

Mais uma vez, o Governo irá ofertar 7,4 mil contratos de opção de milho da safra 2016/17 e 2017 do estado mato-grossense. O prêmio inicia l será de R$ 40,20 por contrato (de 27 toneladas). Os produtores terão até o dia 11 de setembro para confirmar que exercerão o direito de venda do produto à Conab.

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: