Projeto nasceu na faculdade e levou 5 anos para ser finalizado. Motor não é de madeira, mas é um V8 de mais de 600 cavalos.

Você sabia que muito antes da fibra de vidro e do plástico reforçado com carbono, a madeira era o material fibroso de escolha para a construção de carros leves.

Splinter é um supercarro, construído a partir de compósitos de madeira, o corpo e o chassi, juntamente com grandes porcentagens dos componentes da suspensão, rodas e interior e outros detalhes foram feitos de madeira.

madeira

O chassi é feito a partir de uma série de laminados dobrados e moldados, que foram rebitados e unidos com maneira secundária.
Um molde personalizado foi construído para cada componente do chassi, e esses componentes foram formados, ajustados, aparados e unidos para comportar a estrutura geral.

Madeira

Um carro é uma grande estrutura de metal sobre rodas, certo? Não para o engenheiro norte-americano Joe Harmon, que acaba de finalizar a construção de um superesportivo composto por 90% de madeira.

Batizado de Splinter, o carro-conceito apareceu no salão de Essen, na Alemanha na última semana equipado com um motor V8 de 7.0 litros, que desenvolve pelo menos 600 cavalos de potência, acompanhado de transmissão manual de 6 velocidades.
A ideia nasceu quando Harmon ainda estava na faculdade, como um projeto para mostrar novos usos para a madeira. O objetivo era usar o material renovável em todas as peças em que fosse possível.

Veja também:  Mais 15 imagens da artista que fotografa o mundo sem sair de casa

Madeira

Desde o chassis até a carroceria, tudo é feito de compostos de carvalho, nogueira, cerejeira, e outras árvores. Cada roda, por exemplo, possui um total de 275 partes. O trabalho de design e fabricação das peças levou 5 anos.

O esportivo tem 4,4 metros de comprimento e 2,66 metros de distância entre-eixos. O motor de alumínio fica na parte central do Splinter, logo atrás dos dois ocupantes, que precisam se contorcer para entrar pela janela minúscula, já que não há porta, interessante não é mesmo.

Madeira

A inspiração para o desenho veio de um avião da 2ª Guerra Mundial, que também era feito de madeira. “É o nosso único material de construção naturalmente renovável. Uma ínfima quantidade de energia é necessária para produzir, e é totalmente biodegradável”, afirma Harmon em seu site.

Gostou? então deixe seu comentário.

Fontes: Tek Nerd e Auto Esporte com edição de Agronews.

 

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: