O volume captado de leite em Mato Grosso registrou mais uma queda no mês de abril, é a quarta consecutiva. A oferta restrita da matéria-prima vem ocasionando a retração de produção dos derivados, elevando os preços.

Com isso, o quilo da muçarela no atacado subiu 3,42%, de março para abril, e o leite UHT, 11%, no mesmo período, sendo cotados a R$ 14,65 e R$ 2,50, respectivamente. Diante disso, o varejo apresentou a mesma tendência, embora de forma mais comedida, com aumentos de 1,57% na muçarela e 2,7% no leite UHT em abr/16 em relação à mar/16.

Segundo os laticínios, a menor captação e a melhora na demanda desde o início das aulas, sustentou tais reajustes. Ademais, as vendas não foram maiores porque a oferta está limitada. Sendo assim, com a reação na demanda pelos derivados, os produtores poderão desfrutar de melhores preços, o que é fundamental, pois este vem de vários meses de margem apertada.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea.

Veja também:  Governos de Mato Grosso e Índia discutem formas de cooperação

Comente esta matéria

%d blogueiros gostam disto: