Mercado Financeiro

Agricultura familiar e pesca estão entre as prioridades do FCO e FDCO

Os critérios para seleção de projetos de investimentos e as prioridades para aplicação dos recursos do FCO para 2016 constam no Diário Oficial da União, que circula nesta quarta-feira, 28 de outubro

Projetos de apoio à agricultura familiar, empreendedores individuais, projetos com alto grau de geração de emprego e renda e voltados para a conservação e proteção do meio ambiente estão entre os prioritários para aplicação dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) no exercício de 2016. Os critérios para seleção de projetos de investimentos e as prioridades para aplicação dos recursos do FCO para 2016 constam no Diário Oficial da União, que circula nesta quarta-feira, 28 de outubro.

Os critérios e prioridades constam na Resolução nº 37. Conforme a resolução, os “Cadernos de Informações Gerenciais e os Relatórios de Gestão do FCO, referentes ao 1º semestre de 2016 e ao exercício de 2016, deverão apresentar o número de operações e os valores contratados em atendimento a cada uma das prioridades estabelecidas pelo Condel”.

FDCO

Além do FCO, diretrizes e prioridades para o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FCDO), para o exercício de 2016, foram publicadas, por meio da Resolução nº 38.

No caso do FDCO, voltado para o desenvolvimento econômico e social da Região, mediante a execução de programas de financiamento aos setores produtivos, estão lista de prioridades setoriais a agroindústria, aquicultura e pesca, cadeia produtiva de veículos automotores; setor de infraestrutura como transporte rodoviário, hidroviário, ferroviário e aeroviário, armazenagem, porto seco; setores de serviço como turismo e hospitalares; além de setores de ciência e tecnologia de inovação.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo