Algodão: exportações da safra 20/21 encerraram

O ciclo (agosto de 2021 a julho de 2022) de exportações da safra 2020/21 de algodão em pluma se encerrou em julho

Por Daniele Balieiro/AGRONEWS® com informações do Imea

De acordo com os dados da Secex, o Brasil exportou 1,68 milhões de toneladas neste acumulado, volume 29,82% menor que a safra passada, devido a menor produção de algodão no país. No que tange a Mato Grosso, o estado foi responsável por 72,05% do volume total embarcado, recuo de 26,38% ante a safra 2019/20.

Este cenário foi pautado pela diminuição da produção de algodão estadual, quando comparada com a safra passada, em conjunto com a menor demanda chinesa, que sozinha tem uma participação de 26,63% dos embarques de Mato Grosso, importando 322,88 mil toneladas nesta safra, 47,88% a menos que o acumulado da safra 2019/20.

Assim, para o ciclo de exportações da safra 2021/22, que se inicia neste mês, é esperado um volume 19,88% maior que o exportado na safra 2020/21, já que a demanda estadual tende a ser intensificada, pois grandes países exportadores da fibra tiveram a produção de algodão comprometida. Por fim, o adiantamento da colheita no estado pode aumentar o ritmo dos envios nos próximos meses.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

Cotação em alta: em resposta às preocupações com a oferta da pluma para o próximo ciclo, o contrato julho de 2023 apresentou incremento de 1,54% na semana, cotado na média de ¢ US$ 89,10/lp.

Acréscimo: reflexo do aumento dos preços na Bolsa de NY, a paridade julho de 2023 apresentou alta de 0,26% em relação à semana passada, cotada a R$ 175,36/@.

Incremento: a torta de algodão disponível apresentou alta de 0,38% no comparativo semanal em Mato Grosso, precificada na média de R$ 1.594,68/toneladas.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.