Notícias

Anuário Brasileiro da Piscicultura 2020: Tilápia lidera e país produziu 758 mil toneladas em 2019

Produção nacional cresceu 4,9%. Este foi o maior índice entre todas as proteínas animais no país.

Dados divulgados no Anuário Brasileiro da Piscicultura 2020 (link no final da matéria), produzido pela Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR), indicam que a produção nacional avançou 4,9%, o que representa 758.006 toneladas. Com este resultado, o Brasil reforça a posição de 4º maior produtor de tilápia do mundo. A espécie, aliás, já representa 57% da produção nacional.

Segundo o Presidente da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR), Francisco Medeiros, os peixes nativos também mantiveram-se fortes, com uma fatia de 38% da produção nacional. “Indiscutivelmente, o resultado é positivo, porém poderia ter sido melhor. A grande oferta de tilápia no segundo semestre de 2018 e primeiro de 2019 fez com que o produtor reduzisse o povoamento levando à escassez do produto na segunda metade do ano passado“, avalia o Pres. da Peixe BR.

Outro destaque mencionado no Anuário da Piscicultura 2020, foi a ampliação da liderança do estado do Paraná frente a outros estados, sendo que a região Sul responde por 30,3% da produção nacional. O estado é o líder nacional de produção de tilápia, com 146.212 ton, seguido de São Paulo, com 64.900 ton, Santa Catarina, com 38.559 ton, Minas Gerais, com 36.350 ton e Pernambuco, com 25.421 ton. Este é ranking dos cinco maiores estados produtores de tilápia do Brasil, a surpresa nos resultados foi Pernambuco, que aparece na lista pela primeira vez.

Empresários mais confiantes no mercado do peixe em 2020

Sobre o mercado, Medeiros comemora os avanços conquistados em toda cadeia produtiva. “Tivemos avanços consistentes em termos de organização, representatividade da Piscicultura perante os órgãos governamentais, classe política e esferas consultivas, além da participação em feiras, congressos e rodadas de negócios, que evoluem e se consolidam com o apoio da Peixe BR.

Nesse sentido, aliás, a Associação Brasileira da Piscicultura abriu uma unidade em Brasília, objetivando ter mais proximidade e acesso às instâncias de decisão. Estamos mais presentes e mais ativos, cumprindo nossas funções como entidade de classe de âmbito nacional de fomento e valorização da cadeia da Piscicultura no Brasil. Foram dezenas de viagens pelo país e exterior, levando nossas mensagens e defendendo nossas causas.“, afirma Medeiros.

Um dos exemplos deste trabalho realizado pela Peixe BR para alancar o consumo de peixes no Brasil é a campanha “Coma Mais Peixe“, que além de elevar o consumo nacional, a iniciativa busca reforçar a qualidade da Piscicultura Brasileira e fortalecer a atividade.

Bolsonaro Peixe BR

A primeira razão que nos leva a isso é a própria matriz proteica no Brasil. Inicialmente focada em bovinos e suínos, após um tempo surgiu o frango, que acabou ultrapassando as anteriores”, inicia o executivo, e acrescenta: “Ainda não entramos na matriz do peixe”., esclarece Medeiros.

E a explicação para isso é simples: “O peixe como negócio é recente. Uma cadeia que passou a se estruturar nos últimos cinco anos”, pontua. Então, o mercado antigamente era reduzido e, de certa forma, amador, sendo composto por pequenos produtores e alguns poucos de porte médio distribuídos pelo País.

Medeiros peixe BR

O presidente da Peixe BR ainda destaca como resultados efetivos, a consolidação da legislação ambiental no Tocantins e em Mato Grosso. “Também trabalhamos em conjunto com a Apex-Brasil, que resultou em três importantes ações: estudo do mercado internacional para os peixes de cultivo, apoio à participação na Seafood Expo North America, em Boston (EUA), e elaboração do Projeto Setorial de Internacionalização do Peixe de Cultivo, cujas primeiras ações estão sendo executadas no mercado norte-americano. Para 2020, os desafios se renovam e a Peixe BR está ainda melhor preparada para intensificar o trabalho e desempenhar o seu papel em prol da Piscicultura brasileira. Contamos com todos os elos da cadeia produtiva para trabalhar juntos e obter novas conquistas em prol do fortalecimento da atividade no Brasil. Os desafios surgem a cada dia, mas as oportunidades também se proliferam.“, finaliza Francisco Medeiros.

Sobre a Peixe BR

A PEIXE BR resulta da fusão da Associação Brasileira da Indústria de Processamento de Tilápia (AB Tilápia) e da Associação Brasileira dos Produtores de Tilápia e concentra suas atividades na atividade de peixes cultivados.

A PEIXE BR começa as atividades com as maiores empresas do negócio e entidades de âmbito regional. Os parceiros estão localizados nos principais estados produtores de pescado. Nestes estados estão mais de 80% do negócio de peixes cultivados no Brasil. Paralelamente, a entidade realiza trabalho de atração de novas empresas para ampliar ainda mais sua representatividade.

Site: https://www.peixebr.com.br/

Link para baixar o Anuário da Piscicultura 2020: https://www.peixebr.com.br/anuario-2020/

Por Vicente Delgado – AGRONEWS BRASIL

Artigos relacionados
GeralMercado FinanceiroNotícias

Pescado brasileiro busca espaço no mercado muçulmano

EspecialistasNotícias

Tilápia: Embrapa coloca no mercado o teste TilaPlus

EmbrapaEspecialistasNotícias

Sistema intensivo de produção de tilápia traz vantagens ambientais e competitividade econômica, confira!

Diárias de Mercado

Tilápia: demanda aumenta durante quaresma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.