ClimatempoPrevisão do tempo

Após tempestade, Granizo gigante bate recorde no Texas-EUA

Uma pedra de granizo que caiu no Texas foi confirmada como a maior já registrada na história do estado. A pedra pesava mais de meio quilo.

No final do mês de abril(28) deste ano, uma intensa tempestade atingiu a cidade de Hondo no Texas, Estados Unidos, despejando granizo de maneira violenta. Na ocasião, uma pedra gigante foi capturada por moradores, fotografada e, em seguida, colocada em um freezer.

Quando os moradores divulgaram as fotos em redes sociais, onde chamaram muito a atenção, peritos em granizo do Insurance Institute for Business and Home Safety e do National Weather Service decidiram examinar e realizar uma varredura tridimensional da pedra para analisar esse raríssimo e perigoso fenômeno.

Os exames revelaram que a pedra de granizo gigantesca tinha um diâmetro superior a 16 cm, o equivalente a um melão, e um peso superior a 600 gramas. Trata-se, portanto, da maior pedra digitalizada no estado do Texas. Granizos muito menores, do tamanho de uma moeda, já são considerados extremamente perigosos.

Em 12 de maio, um Comitê Estadual formado por meteorologistas se reuniu para revisar as evidências e registros atmosféricos, determinando que a pedra é de fato um recorde local. A tempestade responsável pelo granizo foi uma de três tempestades de granizo separadas que atingiram os estados do Texas e de Oklahoma no mesmo dia, e ao total causaram prejuízos superiores a um bilhão de dólares.

Os ventos estimados de até 180 km/h chicotearam as enormes pedras de granizo e causaram danos graves a veículos, árvores e telhados. Um breve tornado também foi formado pelas tempestades, mas causou poucos danos.

Desde 2009, pedras de granizo cada vez maiores têm sido registradas em estados como Colorado, Alabama, Illinois, Oklahoma e Vermont. Recordes estão sendo consistentemente quebrados em todos estes Estados, e há hipóteses de que a intensificação esteja relacionada com as mudanças climáticas.

Ainda assim, o possível recorde mundial não é dos Estados Unidos, e sim da América do Sul: Um estudo de 2020 documentou uma pedra de granizo com quase 24 cm de diâmetro que caiu na província de Córdoba, na Argentina, em 8 de fevereiro de 2018. Esta é possivelmente a maior pedra de granizo já registrada no planeta.

Como se forma o granizo?

O granizo é produzido em nuvens de tempestade, também chamadas de Cumulonimbus. Nas partes superiores de uma nuvem deste tipo, é comum que as temperaturas sejam baixas o suficiente para formar pedras de gelo através de acreção – Gotas de água super resfriada e partículas de gelo se juntam e formam partículas cada vez maiores.

Estas partículas de gelo, quando ainda pequenas, são sustentadas nos céus pelos ventos intensos da tempestade. Mas elas continuam crescendo até atingir tamanho suficiente para romper essa barreira de vento e cair dos céus. Para um granizo atingir o tamanho de uma bola de golf, por exemplo, o processo requer mais de 10 bilhões de gotículas se juntando ao longo de um período de até 10 minutos.

Embora dependa de temperaturas baixas, o Granizo é mais observado durante o calor do verão do que no frio do inverno – Isso ocorre porque, no inverno, pouquíssimas tempestades se formam e, quando se formam, costumam apresentar ventos fracos.

A medida que o granizo cai, ele começa a derreter, e muitas vezes não chega ao solo, derretendo completamente e caindo na forma de água líquida (chuva). No entanto, em tempestades muito intensas, o granizo consegue atingir tamanhos suficientemente grandes para chegar ao solo.

Uma pedra de granizo pode ser transparente ou parcialmente opaca, e normalmente varia em tamanho desde algo como um feijão até uma bola de golfe – Pedras maiores são raras. Dependendo do tamanho, podem acabar sendo extremamente danosos a carros, aviões, telhados de vidro e especialmente produções agrícolas. Os danos causados pelo granizo somam prejuízos de no mínimo 1 bilhão de dólares nos Estados Unidos todo ano.

Fonte: Tempo

AGRONEWS – Informação para quem para quem produz

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados