Dicas de EspecialistasDestaque

Brasil 2023, desafios e oportunidades da economia verde

A economia verde é a solução para um mundo mais sustentável e próspero. Segundo o vice-presidente e ministro do MDIC, Geraldo Alckmin, o Brasil vai elaborar com urgência uma política moderna de desenvolvimento industrial alinhada com a economia verde. Por isso é importante que você saiba os principais desafios e oportunidades que teremos com a implantação deste novo modelo de negócios no país.

De acordo com as Nações Unidas, a economia verde é aquela capaz de “melhorar o bem-estar e equidade social, enquanto reduz significativamente os riscos ambientais e a escassez ecológica“. Ela é basicamente de baixo carbono, eficiente no uso de recursos e inclusiva socialmente. No entanto, para que a transição para modelos de desenvolvimento e apropriação de recursos naturais mais sustentáveis seja bem-sucedida, é preciso compreendê-los plenamente e aplicá-la de forma a responder questões como:

  • Por que tem sido tão desafiador mudar para uma era de energias renováveis após a era do petróleo?
  • Por que os enormes ganhos de eficiência e produtividade desde a Revolução Industrial não resultaram em diminuição dos impactos ambientais globais?
  • É possível equilibrar o crescimento econômico com as atuais demandas ambientais?

Neste artigo vamos abordar alguns dos pontos mais importantes para essa transição sustentável. Acompanhe!

Brasil 2023, desafios e oportunidades da economia verde

O que é a economia verde?

Vamos começar com o básico, o seu significado, primeiramente temos que saber que a tão falada economia verde se refere a um modelo de desenvolvimento econômico que visa promover a proteção do meio ambiente e a conservação dos recursos naturais, enquanto ao mesmo tempo gera empregos e crescimento econômico. Isso é feito através da implementação de práticas e tecnologias mais sustentáveis, como a utilização de fontes de energia renováveis, a diminuição do consumo de recursos naturais, a promoção da conservação da biodiversidade e a redução das emissões de gases de efeito estufa.

O conceito de economia verde foi desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio ambiente (Pnuma) no ano de 2008.

Por que a economia verde é importante?

Segundo especialistas, a economia verde é muito importante para contornar os desafios ambientais que enfrentamos hoje em dia, como o aquecimento global e a perda da biodiversidade. Ela também auxilia na criação de um sistema mais justo e equilibrado, garantindo que as gerações futuras tenham acesso aos mesmos recursos naturais que temos hoje.

Além disso, como o próprio termo sugere, a economia verde pode ser uma fonte de crescimento econômico a longo prazo. Ao investir em práticas e tecnologias mais sustentáveis, as empresas e governos podem se tornar mais eficientes e reduzir custos na operação.

De acordo com o Relatório de Economia Verde do PNUMA de 2011, uma economia verde precisa ser não apenas eficiente, mas também justa. Isso implica em considerar as dimensões globais e nacionais da equidade, especialmente na garantia de uma transição justa para uma economia de baixo carbono, eficiente em termos de recursos e socialmente inclusiva.

Rótulos ecológicos ou “etiquetas verdes” são usados ​​para certificar que as empresas estão cumprindo padrões de sustentabilidade e respeitando o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. Muitas indústrias estão começando a adotar esses padrões de certificação para promover suas práticas ecológicas em uma economia globalizada.

Brasil 2023, desafios e oportunidades da economia verde
Selo verde da Carne Nelore

Esses padrões, também conhecidos como padrões de sustentabilidade, garantem que os produtos comprados não prejudiquem o meio ambiente ou as pessoas que os fabricam. Eles são mais comuns em setores como a silvicultura, a agricultura, a mineração e a pesca e se concentram em fatores ambientais, como a proteção de fontes de água e biodiversidade e a redução de emissões de gases de efeito estufa, além de promover os direitos dos trabalhadores.

Como podemos promover a economia verde?

Existem várias maneiras de promover a economia verde, dentre elas destacamos:

  • Utilizando fontes de energia renováveis: A transição para fontes de energia renováveis, como a solar, eólica e hidrelétrica, é uma das maneiras mais eficazes de promover a economia verde. Além de serem mais limpas e renováveis, as fontes de energia renováveis também podem ser mais econômicas a longo prazo.
  • Promovendo a conservação da biodiversidade: A conservação da biodiversidade é crucial para o equilíbrio do ecossistema e para a proteção de espécies ameaçadas. Podemos promover a conservação da biodiversidade através de medidas como a proteção de áreas naturais, a restauração de ecossistemas e a promoção de práticas agrícolas e florestais sustentáveis.
  • Reduzindo o consumo de recursos naturais: O consumo excessivo de recursos naturais, como água, minério e combustíveis fósseis, é prejudicial tanto para o meio ambiente quanto para a economia. Podemos promover a economia verde reduzindo o consumo excessivo desses recursos através de medidas como a reciclagem, a reutilização e a substituição de recursos naturais por alternativas mais sustentáveis.
  • Investindo em tecnologias de ponta: A inovação e o investimento em tecnologias sustentáveis são fundamentais para promover a economia verde. Isso pode incluir investimentos em energias renováveis, tecnologias de armazenamento de energia, eficiência energética e outras tecnologias que promovem práticas mais sustentáveis.
Brasil 2023, desafios e oportunidades da economia verde

Desafios de implantação

Como sabemos, nem tudo são flores. Um dos principais desafios é o alto custo inicial de implementação deste tipo de projetos. Muitas vezes, as empresas e governos precisam investir em tecnologias de ponta ou em mudanças significativas em suas operações para reduzir suas emissões de gases de efeito estufa e promover a economia verde. Isso pode ser um obstáculo para alguns pretendentes, especialmente aqueles com orçamentos limitados.

Outro desafio é o tempo que leva para implementar esses projetos e começar a gerar crédito de carbono. Muitas vezes, leva vários anos para que os projetos de economia verde comecem a gerar crédito de carbono, o que pode ser desincentivador para algumas empresas.

Em síntese, podemos citar 5 principais desafios para a implantação da economia verde:

  1. Custo: A implementação de práticas e tecnologias mais sustentáveis ​​às vezes pode ter um custo inicial mais alto, o que pode ser um desafio para empresas e governos que enfrentam pressão para manterem baixos custos e maximizar lucros.
  2. Falta de conscientização: Muitas pessoas ainda não compreendem a importância da economia verde e por que é necessário mudar para práticas mais sustentáveis. Isso pode dificultar a implementação de políticas e iniciativas mais sustentáveis.
  3. Falta de infraestrutura: Em alguns lugares, a falta de infraestrutura adequada, como redes de energia renovável ou sistemas de tratamento de resíduos, pode ser um obstáculo para a implementação de práticas verdes.
  4. Barreiras regulatórias: As leis e regulamentações existentes às vezes podem ser um obstáculo para a implementação destas práticas mais sustentáveis. Atividades e sistemas já estabelecidos por Leis são pontos que precisam estudos detalhados e conscientização para que possam fazer a transição sustentável.
  5. Falta de investimento: A falta de investimento em tecnologias e iniciativas sustentáveis pode ser um obstáculo para a implementação da economia verde. Isso pode ser um problema especialmente em países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil, onde o investimento em infraestrutura verde pode ser visto como um risco mais alto.
Brasil 2023, desafios e oportunidades da economia verde

Oportunidades com o crédito de carbono

Embora não seja tão simples, a implementação de projetos de economia verde também apresenta muitas oportunidades. Uma dessas oportunidades é o potencial de gerar receitas adicionais através da venda de crédito de carbono. Ao reduzir suas emissões de gases de efeito estufa e gerar crédito de carbono, as empresas e governos podem vender esses créditos para outras que precisam cumprir suas metas de redução de emissões.

Outra oportunidade é a possibilidade de se tornar mais competitivo no mercado ao se tornar uma empresa mais sustentável. Muitos consumidores e investidores, principalmente os internacionais, estão cada vez mais preocupados com o impacto ambiental das empresas e procuram empresas que sejam mais sustentáveis. Esse pode ser um grande diferencial competitivo para atrair mais negócios e abrir novos mercados ainda inexplorados.

Além disso, projetos de economia verde podem ter um impacto positivo no meio ambiente e na sociedade, ajudando a mitigar as mudanças climáticas e promovendo um mundo mais sustentável.

Então resumidamente podemos elencar 5 oportunidades interessantes para um sistema mais sustentável:

  1. Geração de empregos: A implementação de práticas e tecnologias mais sustentáveis ​​pode gerar novos empregos em setores como energia renovável, eficiência energética e reciclagem.
  2. Redução de custos a longo prazo: Embora possam ter um custo inicial mais alto, as práticas verdes podem resultar em economias de custos a longo prazo, como redução do consumo de energia e recursos naturais.
  3. Promoção da inovação: A implementação de práticas verdes pode incentivar a inovação e o desenvolvimento de novas tecnologias e práticas mais sustentáveis.
  4. Atração de investimentos: A implementação de práticas verdes pode atrair investimentos de empresas e investidores que procuram investir em setores mais sustentáveis.
  5. Melhoria da imagem empresarial/institucional: A implementação de práticas verdes pode melhorar a imagem da empresa perante os consumidores e a sociedade em geral, o que pode aumentar a confiança e a lealdade dos clientes. Além de sinalizar ao mercado que a empresa está apta para o conceito de um futuro mais sustentável.

Em resumo, podemos concluir dizendo que a economia verde é um modelo de desenvolvimento econômico que visa promover a proteção do meio ambiente e a conservação dos recursos naturais, enquanto gera empregos e crescimento econômico.

Existem várias maneiras de promover a economia verde, como utilizando fontes de energia renováveis, promovendo a conservação da biodiversidade, reduzindo o consumo de recursos naturais, implementando políticas de proteção do meio ambiente e investindo em tecnologias de ponta. Investir em práticas e tecnologias mais sustentáveis é crucial para enfrentarmos os desafios ambientais que enfrentamos hoje em dia e garantir um mundo mais justo e sustentável para as futuras gerações.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Artigos relacionados

Escreva um comentário

Botão Voltar ao topo