BSBIOS compra La Paloma com fábrica de biodiesel e esmagadora de soja no Paraguai

A BSBIOS La Paloma terá a capacidade de produzir 7 milhões de litros de biodiesel por ano.

A BSBIOS anunciou nesta quinta-feira (05/01) a aquisição do Complexo Industrial La Paloma, localizado em La Paloma del Espíritu Santo, no Departamento de Canindeyú, no Paraguai. O contrato foi assinado pelo presidente da BSBIOS, Erasmo Carlos Battistella, e pelos sócios da La Paloma, Darci Ricardi, Massimiliano Corsi e Sidney Wedderhoff.

BSBIOS La Paloma

A plataforma, que se chamará BSBIOS La Paloma, será utilizada para o crescimento do grupo na produção de matéria-prima e biocombustível, a fim de atender à demanda no país e na região. A aquisição segue o plano estratégico da empresa de investir em energias sustentáveis e reforçar seus investimentos no Paraguai e na internacionalização.

Estamos orgulhosos de dar mais este passo. Esta operação reforça nossa crença no potencial do Paraguai, onde estamos investindo com a intenção de ampliar nossas operações internacionais“, afirmou Battistella. “Com a BSBIOS La Paloma, teremos a oportunidade de originar matéria-prima própria de forma integrada aos produtores da região, além de avançar na certificação dos fornecedores para consolidar a atuação cada vez mais sustentável em toda a cadeia“, acrescentou.

BSBIOS

O complexo possui a capacidade de produzir 7 milhões de litros de biodiesel por ano a partir de óleos vegetais e poderá esmagar 50 mil toneladas de soja por ano, produzindo cerca de 38 mil toneladas de farelo no período, além de casca de soja e óleo vegetal. A unidade também possui capacidade de armazenagem de grãos e farelo de soja, o que permitirá à empresa realizar trading de outros grãos. Todos os colaboradores locais serão mantidos na unidade, que possui uma área total de 15,3 hectares.

Estamos muito felizes com a operação. Essa etapa é um marco muito importante em prol da comunidade produtiva de Canindeyú e fortalecerá a indústria nacional“, disse Massimiliano Corsi. “Estamos com esta visão de crescimento, investimentos contínuos e geração de emprego e renda para as comunidades que estamos chegando em Canindeyú, assim como fizemos em todas as regiões onde atuamos“, finalizou Battistella.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *