conecte-se conosco

Diárias de Mercado

Café: bolsa de NY segue em baixa nesta 2ª feira

Publicado

em

cafe

Baixa em NY deve travar negociações com café no Brasil

Com Nova York ainda no território negativo, a exemplo do que ocorreu na sexta, os preços do café tendem a recuar no mercado brasileiro nesta segunda. A movimentação segue com ritmo lento, diferente do que ocorreu até quinta passada. Compradores e vendedores estão cautelosos.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O mercado registrou preços mais baixos nesta sexta-feira. Com a queda do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) e no dólar, os valores recuaram também no Brasil. O mercado andou mais lento nos negócios. O comprador derrubou suas bases de preço e o vendedor, que já vinha dosando a oferta, segurou ainda mais o café.

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 810,00/815,00 a saca, contra R$ 820,00/830,00 de ontem. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 820,00/830,00 a saca, no comparativo com R$ 830,00/840,00 do dia anterior.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 610/615,00 a saca, contra R$610,00/620,00 de ontem. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 455,00/460,00 a saca, no comparativo com R$ 465,00/470,00 anteriormente.

Nova York

Os contratos com entrega em julho registram desvalorização de 0,49% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 152,20 centavos de dólar por libra-peso.

Os contratos com entrega em julho/2021 fecharam a sexta-feira a 152,90 centavos de dólar por libra-peso, com desvalorização de 1,40 centavo, ou de 0,9%.

Por Dylan Della Pasqua – Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
Clique para comentar

Comente sobre esta matéria

Tendências