Café: cotações do arábica disparam

As cotações externas e, consequentemente, domésticas do café arábica dispararam nos últimos dias, impulsionadas por preocupações relacionadas à safra 2023/24

Nessa terça-feira, 30, o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6, posto na capital paulista, fechou a R$ 1.342,78/saca de 60 kg, aumento de 2,68% em relação à terça anterior, 23. No dia 26, especificamente, o Indicador atingiu R$ 1.351,64/sc, o maior patamar diário desde o dia 7 de julho.

Segundo pesquisadores do Cepea, agentes nacionais e internacionais estão atentos às floradas precoces abertas nos últimos dias na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea (com exceção do Cerrado Mineiro) e a previsões indicando baixo volume de chuva para os próximos dias. Isso porque as floradas podem abortar caso o clima seja, de fato, menos chuvoso, o que prejudicaria novamente a oferta de arábica do próximo ano.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Para o robusta, os valores permaneceram estáveis na última semana. Nessa terça-feira, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima fechou a R$ 744,21/sc, elevação de 0,3% frente ao dia 23. Segundo pesquisadores do Cepea, a estabilidade dos preços está relacionada à retração de vendedores do spot – esses agentes estão à espera de novas altas das cotações para retornarem às negociações.

Além disso, após permanecerem ativas em agosto, as indústrias de torrefação também se afastaram do mercado nos últimos dias.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.