Diárias de Mercado

Citros: maior oferta pressiona cotações da tangerina poncã

No mercado de mesa, a maior disponibilidade de tangerina poncã limitou os valores da fruta na semana

Além disso, com o isolamento social da população, a saída de mercadoria foi mais retraída, segundo pesquisas do Cepea. De acordo com agentes, os mercados estão bem abastecidos, assim como as ceasas, que já recuaram as cotações a fim de escoar as frutas e reduzir os estoques.

Siga-nos no facebook e instagram

Na parcial da semana (segunda a quinta-feira), a de 27 kg, poncã tem média de R$ R$ 36,53/cx na árvore, queda de 13,5% em relação à anterior. A laranja pera também se desvalorizou nas praças citrícolas, conforme apontam pesquisas do Cepea, diante da restrição na demanda e do aumento na oferta de precoces. A média está em R$ 34,62/cx de 40,8 kg, na árvore, baixa de 3,2% em relação à semana passada. Já no caso da lima ácida tahiti, o cenário de demanda limitada voltou a pressionar os valores.

Na média, a variedade é negociada a R$ 15,53/cx de 27 kg, colhida, queda de 12,5% em relação à semana passada. Vale ressaltar que a qualidade das frutas está satisfatória, uma vez que são provenientes de uma segunda florada e contaram com clima favorável para o desenvolvimento.

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/justica-aceita-pedido-preparatorio-de-recuperacao-judicial-de-produtores-rurais-com-divida-de-r-40-milhoes/

Fonte: Cepea

Artigos relacionados
Diárias de Mercado

Citros: tempo frio limita demanda e preços caem

Diárias de Mercado

Citros: preço segue enfraquecido no mercado interno

Diárias de MercadoNotícias

Citros: preço da laranja recua em maio de 2022

Diárias de Mercado

Citros: preço da laranja recua; tahiti se valoriza em abril de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.