conecte-se conosco

Previsão do tempo

CLIMATEMPO 11 a 17 de maio 2021, veja a previsão do tempo no Brasil

Publicado

em

Assista o Boletim CLIMATEMPO 11 a 17 de maio 2021 e veja a previsão do tempo em todas as regiões do Brasil nesta semana.

CLIMATEMPO 11 a 17 de maio – Região Sul

O Paraná segundo maior produtor de grãos e oleaginosas do Brasil terminou a colheita da soja 20/21. A qualidade da segunda safra de milho diminui cada vez mais no Paraná, no norte do estado já são 70 dias sem chuva forte. De acordo com o Deral, o índice de lavouras avaliadas em boas condições caiu de 40 para 28% na semana passada. Até o dia 17 de maio estão previstos 46mm em áreas do leste do Paraná e de Santa Catarina. No Rio Grande do Sul até a próxima semana, não são previstos mais que 10 mm de chuva.

Sudeste

Boa parte de São Paulo e de Minas Gerais já estão a 50 dias sem chuva forte. No Oeste paulista a situação é mais delicada, com 70 dias de estiagem e a baixa umidade do solo afeta a pastagens e culturas como a cana-de-açúcar e a laranja. Até o dia 17 de maio são previstos em algumas áreas do extremo sul de São Paulo 25 mm de chuva. Nas demais áreas do Sudeste a previsão é de pouca chuva que não deve alcançar 7mm.

Centro-Oeste

O leste de Mato Grosso do Sul chega a 70 dias sem chuva forte, algo que vem comprometendo o desenvolvimento de pastagens, além de culturas como a cana-de-açúcar e a segunda safra de milho. No sul de Goiás e de Mato Grosso, o período seco já alcança 50 dias.

Semanalmente o IMEA vem reduzindo sistematicamente a estimativa de produtividade na segunda safra de milho em Mato Grosso. Além disso também a preocupação com a possível diminuição da safra de algodão no estado, o volume de chuva fica perto dos 25mm apenas em áreas do extremo Oeste do Mato Grosso. As outras áreas do Centro-oeste, entre o Sul do Mato Grosso e por todo o estado do Mato Grosso do Sul, permanecem sem chuva.

Nordeste

A semana será marcada por pancadas de chuva isoladas na região Nordeste do país e momentaneamente os trabalhos de campo podem ser paralisados principalmente em áreas do interior do Maranhão e do Piauí. Também vai chover bastante no Ceará e na faixa costeira entre o litoral do Rio Grande do Norte e Pernambuco, os volumes podem chegar até 60 mm. Por outro lado o tempo continua seco no Oeste da Bahia, o que vai ajudar nas operações de campo até a próxima semana. A expectativa nesta área é de pouquíssima chuva que não deve atingir nem 3mm. Em grande parte das outras áreas, a expectativa é para chuva frequente que pode ultrapassar até 90 mm.

Região Norte

Na região Norte do país os acumulados podem superar os 100 mm novamente, até o dia 17 de maio. O excesso de umidade vai continuar provocando muita chuva principalmente no Amazonas, em Roraima, no Amapá, na região de Porto Velho e até sobre o estado de Rondônia. Devido a permanência do tempo seco, as áreas produtoras do Tocantins seguem esperando o chuva para o desenvolvimento da segunda safra de milho que foi bastante instalada de forma tardia e ainda precisa de mais algumas precipitações.

Até quando vai o frio?

A massa de ar polar que chegou ao Brasil derrubando a temperatura do Sul ao Norte do país já está enfraquecendo. Nas próximas madrugadas, aos poucos, o frio vai diminuindo no Sul, no Centro-Oeste e na parte do Norte atingida pela Friagem.

No Sudeste e no sul e sudoeste da Bahia, o frio até aumenta um pouco nas madrugadas dos próximos dias, com destaque para os trechos de serra destas áreas.

Possibilidade de recorde

As quatro capitais podem bater novos recordes de frio nos próximos dias. Confira os atuais recordes de 2021 no Sudeste:

  • São Paulo (SP) 13,9°C em 01 e 03 de maio de 2021
  • Rio de Janeiro (RJ) 15,7°C em 30 de abril e 03 de maio de 2021
  • Belo Horizonte (MG) 15,3°C em 01 de maio de 2021
  • Vitória (ES) 20,1°C em 11 de abril e 01 de maio de 2021

Assista abaixo o Boletim CLIMATEMPO 11 a 17 de maio 2021 e veja a previsão do tempo em todas as regiões do Brasil nesta semana.

Boletim CLIMATEMPO 11 a 17 de maio

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
Clique para comentar

Comente sobre esta matéria

Tendências