ClimatempoPrevisão do tempo

CLIMATEMPO 1º de novembro 2021, veja a previsão do tempo no Brasil

Assista o Boletim CLIMATEMPO 1º de novembro 2021 e veja a previsão do tempo em todas as regiões do Brasil nesta segunda-feira.

Novembro começa com chuva em várias áreas do país

Os últimos dias e inclusive o fim de semana estão sendo marcados por chuva intensa e volumosa em várias áreas do país. Por exemplo, só entre o final da sexta-feira e no decorrer do sábado foram entre 80 e 115mm de chuva no estado do Espírito Santo, como em Viana, Rio Novo do Sul, Guarapari e Cariacica.

A primeira semana de novembro começa com tempo bastante carregado sobre o Sudeste, Centro-Oeste e parte do Nordeste do país, tudo por conta de uma nova área de baixa pressão atmosférica se desenvolve entre SP, RJ e MG e que consegue organizar melhor um corredor de umidade que vem da Amazônia. Confira!

Atenção para acumulados elevados de chuva no Brasil

Até o dia 07 de novembro são esperadas temporais entre o Centro-Oeste, Sudeste e parte do Nordeste brasileiro.

Os acumulados de chuva devem ultrapassar os 100mm, neste período, no leste do Mato Grosso, centro e sul de Goiás, no norte de Mato Grosso, no norte e leste do estado de São Paulo, parte do Rio De Janeiro, faixa leste do Espírito Santo, Triângulo ao sul e zona da mata mineira, além da região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, pelo centro de Tocantins e pela Bahia, incluindo a capital Salvador.

Atenção! Na maior parte destes estados, os acumulados nesse período variam entre 50 e 250mm.

Os volumes podem chegar a mais de 300mm no sul e leste da Bahia, incluindo a Região Metropolitana de Salvador, além do sudoeste e centro de Goiás até o dia 7 de novembro.

Mapa de chuva acumulada — previsão entre os dias 30/10/2021 a 03/11/2021.

É importante salientar, que já no dia 02 de outubro a área de baixa pressão atmosférica, que se forma entre os estados do Sudeste, se desloca para o mar nos próximos dias, e junto com um corredor de umidade mais persistente, que vai agora desde o Amazonas até áreas do Nordeste do país, e um cavado sobre o leste baiano, são os responsáveis por esse volume todo esperado no estado da Bahia.

Por curiosidade: Essa área de baixa pressão atmosférica tem características de ciclone, só que ainda estamos monitorando à classificação desse tipo de ciclone, que nas primeiras simulações eram de ciclone subtropical. Fique de olho nas atualizações!

Assista abaixo o Boletim CLIMATEMPO 1º de novembro 2021

Ciclone subtropical tende a se formar na costa do Sudeste

Um sistema de baixa pressão atmosférica na costa do Sudeste e a circulação de ventos em vários níveis da atmosfera vão favorecer a formação de nuvens muito carregadas nos próximos dias na Região.

Trata-se de uma forte área de baixa pressão atmosférica que se alimenta das águas quentes do oceano. É preocupante devido ao elevado potencial para causar rajadas de vento de moderada a forte intensidade, especialmente na costa capixaba.

Entre a noite deste domingo (31) e no decorrer da segunda-feira (01) a área de baixa pressão se desenvolve e já pode provocar fortes pancadas de chuva no sul e leste de Minas, Zona da Mata Mineira e Grande Belo Horizonte e também sobre o estado do Rio De Janeiro. Há risco de chuva volumosa, raios, rajadas de vento entre 50 km/h e 70 km/h e também ocorrência de temporais.

Novo ciclone subtropical

Na terça-feira, 2 de novembro, a baixa pressão atmosférica dará origem a um novo ciclone subtropical que vai manter o tempo bastante carregado principalmente em Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia. Goiás, Distrito Federal e Tocantins também serão marcados por temporais ao longo da semana. Há risco para alagamentos e até deslizamentos nestas áreas. Além da chuva forte, há condições para raios e intensas rajadas de vento.

Entre quarta(03) e quinta-feira(04), o ciclone faz a transição e vira um ciclone extratropical.

Mar agitado e ressaca

Na terça-feira(02) o mar fica agitado na costa do Rio De Janeiro, com ondas entre 1,5 e 2,0m. Na quarta(03) a expectativa é de agitação marítima no litoral norte do Rio de Janeiro e no Espírito Santo, com ondas de 1,5 a 2,0m.

Há risco de ressaca em alguns pontos destas regiões, mas por enquanto, a ondulação não está tão favorável para ser generalizada.

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados