Mercado Financeiro

Confira o desempenho exportador das carnes na primeira quinzena de novembro/21

As exportações das carnes suína e de frango continuam apresentando excelente evolução em relação a novembro de 2020 pois fecharam a primeira metade do mês, com oito dias úteis (pelos parâmetros da SECEX/ME, conforme observações no pé da tabela abaixo), registrando embarques diários em torno de 25% superiores aos de um ano atrás

Já a carne bovina, ainda afetada pela interrupção dos embarques para a China, fechou a quinzena com um recuo de, praticamente, 43% no volume embarcado.

No tocante aos preços médios, só a carne suína segue desvalorizada em relação a novembro do ano passado (redução de 7,5%). Mas devido ao significativo aumento no volume embarcado registra, pela média diária, aumento de quase 17% na receita cambial.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A carne bovina, por seu turno, continua valorizada, pois registra, por ora, aumento de cerca de 12,5% no preço médio. Em decorrência, a receita cambial, embora negativa, apresenta índice de redução menor que o de volume, com queda próxima de 36%.

Frente a esses dois desempenhos, a carne de frango ganha especial realce. Pois seu preço médio vem sendo mais de um terço superior ao de um ano atrás. Como consequência, obteve – na primeira quinzena de novembro e pela média diária – receita cambial 67,65% superior à do mesmo mês do ano passado.

Por Avisite

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados