fbpx
conecte-se conosco

Mundo Animal

Conheça mais da raça American Bully “Valentão Americano”

Publicado

em

american bully

O nome já é um pouco assustador, uma vez que “American Bully”, em tradução literal, quer dizer “valentão americano”. Considerando a sua aparência robusta e arrojada, essa raça de cachorro pode parecer aterrorizante e destruidora. Mas, será mesmo?

Com uma origem repleta de controvérsias e um visual peculiar, a American Bully é uma raça mais do que especial.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A seguir, reunimos todos os detalhes e informações para você conhecer a raça. Encontre dados como a história e o nível de exercício necessário para mantê-lo saudável e feliz. Confira!

Dados importantes sobre a raça

  • Origem: Estados Unidos;
  • Peso: Existem diferentes tipos de American Bully e o peso médio de cada um costuma variar. No geral, ele fica entre os 30 kg e os 50 kg;
  • Altura: 40 a 55 cm de altura média;
  • Expectativa de vida: Em média de 8 a 15 anos.

História

De modo geral, as raças caninas surgem a partir do cruzamento de diferentes tipos de cachorros, dando origem a uma linhagem com características únicas, devidamente selecionadas pela natureza.

Esse é o caso do American Bully, um cão que surgiu nos Estados Unidos. As particularidades resultam da mistura de diferentes raças. Alguns pesquisadores dizem que ele só pode ser fruto da mistura do Buldogue com o American Terrier. Por outro lado, outros acreditam que os Pit Bulls também estão envolvidos na origem. O American Bully foi reconhecido como uma raça específica de cães em 2013, pelo United Kennel Club (UKC).

O propósito da raça era não apenas obter um cachorro amoroso e companheiro, mas também que tivesse uma aparência forte e robusta.

Características

Robusto é a palavra que melhor define o American Bully. Isso porque ele não é um cão alto ou comprido, mas é um animal que facilmente passa dos 30 kg, deixando-o com uma aparência bastante forte.

Sua musculatura é densa e definida, transmitindo uma imagem de muita resistência física. Isso faz com que as pessoas, de certa forma, se assustem com ele. Mas isso só até conhecê-lo melhor: a raça é muito dócil e carinhosa.

Em alguns países, é comum que as características físicas sejam padronizadas com o corte das orelhas. Porém, a prática é proibida no Brasil por lei federal.

Subtipos de cachorros da raça

american bully
Subtipos da raça American Bully

American Bully Pocket

american bully
American Bully Pocket

O American Bully Pocket é o tipo mais popular. Se alguém fala para você que possui um cachorro dessa raça, as chances são grandes de que o animal seja da variedade pocket. É o cachorro com a robustez característica da raça, mas com dimensões um pouco mais compactas.

American Bully Classic

american bully
American Bully Classic

O Classic é o American Bully mais parecido com a variedade de cães que surgiram ainda no começo da raça. Ele costuma ser um pouco menos robusto que os outros e parece muito com o American Staffordshire Terrier.

American Bully Standard

american bully
American Bully Standard

O Standard é o American Bully que segue, exatamente, os padrões da raça. As fêmeas costumam ter entre 40 e 48 cm de altura. Já os machos ficam entre 43 e 51 cm.

American Bully Extreme

american bully
American Bully Extreme

O subtipo Extreme ainda não é reconhecido oficialmente, mas, cada vez mais, é comum encontrar cachorros dessa variedade. Eles são uma versão ainda mais atlética, de estatura baixa, peso elevado e peito bem aberto, com uma grande distância entre as patas dianteiras.

American Bully XL

american bully
American Bully XL

Em inglês, a sigla “XL” quer dizer “extra grande”. Nessa variedade, os cães podem ser de 10 a 15 centímetros maiores do que a média geral do American Bully.

Cores da raça

A raça tem uma ampla gama de cores de pelagem, incluindo: malhado, castanho, preto e branco, branco, prata, azul, marrom amarelado, marrom acinzentado, creme, vermelho, marrom, cinza e preto.

Temperamento

A melhor definição para o comportamento é a palavra “doçura”. A sua aparência pode fazer com que muitas pessoas tenham pavor desses cães, mas eles são muito dóceis e brincalhões. Inegavelmente, apreciam a companhia de seus tutores, seguindo-os de um lado para o outro.

É um ótimo cachorro para crianças, sendo um grande companheiro, carinhoso e brincalhão. No entanto, é preciso ressaltar que, por conta da robustez desse cão, ele pode ser um pouco atrapalhado e bruto, machucando acidentalmente crianças menores.

https://agronewsbrasil.com.br/conheca-o-famoso-cao-boiadeiro-brasileiro-pastor-da-mantiqueira/

Por conta de sua aparência, ele pode assustar estranhos e causar certo medo, mas essa raça não é agressiva, nem costuma atacar. Sendo assim, o american bully também costuma se dar bem com estranhos que visitam sua família, como amigos e familiares.

A esperteza é um ponto forte e, caso ele perceba estranhos com más intenções, pode alertar a família com latidos. No entanto, não deve ser considerado um cão de vigilância, uma vez que tudo o que quer é uma grande proximidade com seu dono e sua família. De modo geral, ele se dá bem com outros animais, desde que a adaptação seja feita da forma correta.

O American Bully late muito? De modo geral, não. Ele não costuma estranhar pessoas diferentes e não é muito afobado. Essa raça de cachorros só late para avisar que há algo suspeito acontecendo.

O American Bully é destruidor? Essa raça foi criada para ser um cão de companhia, ficando ao lado de seus familiares nos mais diferentes momentos do dia. Por isso, deixá-lo sozinho por muito tempo pode gerar um comportamento considerado “destruidor”, como arranhar portas ou morder sapatos, por exemplo.

Além da solidão, outros fatores que podem causar o comportamento destrutivo do American Bully incluem a falta de exercícios e atividades físicas e insuficiência de espaço para um cão tão atlético.

Cuidados

Os principais cuidados estão relacionados às atividades físicas. Esse é um cão com um grande nível de energia e, para ser feliz, precisa se exercitar bastante.

De modo geral, ele não solta muito pelo – exceto quando sua pelagem é trocada. Tem uma certa tendência a alergias, especialmente na pele. Para evitar problemas na região, os banhos devem incluir produtos neutros e que não causem irritação ou ressecamento.

É necessário uma alimentação saudável e balanceada, servida na quantidade correta para a manutenção do peso do cachorro.

Saúde

A força do American Bully se reflete também em seu nível de saúde. Raramente esse cachorro fica doente, mas isso pode acontecer. Os problemas de saúde mais comuns são: catarata, displasia de quadril, displasia de cotovelo, hipertireoidismo e surdez.

Por fim, é preciso atentar-se à saúde do coração, recomendamos fazer checkup’s regulares e atentar-se a sintomas específicos, como respiração curta e batimentos cardíacos acelerados quando o cachorro está em repouso.

Nível de exercício

Prepare-se para fazer várias brincadeiras e atividades, caso esteja cogitando incluir um na família. Esse animal possui muita energia e, para que ele seja feliz, são recomendados ao menos 2 (dois) passeios diários.

Acima de tudo, as atividades não devem se limitar a caminhadas e corridas, uma vez que o esqueleto desse cachorro é propenso a displasias em pontos como quadril e cotovelo. É preciso, também, pensar em atividades sem impacto e que estimulem o animal intelectualmente, como jogos que envolvam a “caça” por petiscos, por exemplo.

Preço

Um filhote pode ter preços variados, a depender de seu tamanho e de seu subtipo. Em média, o preço se inicia a partir de R$ 2.500,00 podendo facilmente ultrapassar os R$ 5.000,00.

Antes de optar por comprar um cachorro, lembre-se de checar os canis de ONGS que estão sempre com cachorros em busca de um lar e de uma família amorosa para cuidar deles.

Curiosidades

Jovem: a raça foi desenvolvida nas décadas de 80 e 90. O intuito era incluir um membro dócil, mas bem forte na família.

Confusão: muitos acham que o American Bully é um tipo de Pit Bull. Porém, são raças distintas, resultantes de cruzamentos entre diferentes raças. Se comparado ao American Pit Bull, o American Bully tem a cabeça maior.

Censo Canino

Popularidade: O American Bully é a 42ª raça mais popular no Brasil

Nomes mais comuns:

  1. Thor;
  2. Zeus;
  3. Hulk;
  4. Pandora;
  5. Maia/Maya;
  6. Brutus/Brutos;
  7. Ragnar;
  8. Luna/Lunna;
  9. Atena/Athena;
  10. Apolo/Apollo.

Distância média percorrida nos passeios: 1,4 km.

Você tem um American Bully? Conte pra gente nos comentários!

Por Daniele Delgado – com informações da Dog Hero

AGRONEWS BRASIL – Informação para quem produz

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/o-carrapato-e-uma-grande-ameaca-a-saude-do-seu-cao/

Publicidade
Clique para comentar

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Vamos entender porque os gatos caem em pé

Publicado

em

american bully

Venha entender o motivo desses lindos felinos caírem em pé

Os gatos tem a mania de cair em pé porque eles têm um apurado senso de equilíbrio que lhes permite fazer movimentos rápidos e girar o corpo para cair sobre as quatro patas. Para executar esse incrível malabarismo, o felino conta com grande sensibilidade dos receptores vestibulares que integram o labirinto, uma estrutura na parte interna do ouvido responsável pelo equilíbrio.

gato
Foto Internet

Sempre que o gato está numa posição desconfortável, ocorre um aumento de pressão nessa região, o que funciona como um alerta.

Essas mensagens são somadas às que são captadas pela visão do gato, é enviada para o sistema nervoso central (SNC), que a interpreta e manda vários sinais elétricos (sinapses) para o aparelho locomotor do felino, principalmente os músculos, o sistema nervoso então realizam uma série de movimentos instintivos, que fazem o corpo do animal recuperar o equilíbrio.

“O primeiro movimento é a rotação da cabeça na posição correta em seguida da rotação da porção superior do corpo. Por fim, há a rotação da parte inferior”, diz o veterinário Gelson Genaro, especialista em felinos da USP de Ribeirão Preto (SP).

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Além do nosso querido amigo e companheiro gato, outros membros da família desse felino, cito como exemplo leopardos e jaguatiricas, também são capazes da mesma proeza.

Interessante… Gostou desta matéria? Compartilhe com seus amigos!

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/a-curiosidade-matou-o-gato/

Por Victor Delgado – AGRONEWS com informações de Superinteressante

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo

Mundo Animal

Veja nomes para cavalos e éguas

Publicado

em

american bully

Sabemos que encontrar um nome original, bonito e elegante é uma tarefa complicada, afinal é um nome que vamos repetir durante vários anos…

Se você decidiu adotar um cavalo e não sabe que nome vai dar, está com sorte. Aqui você encontra uma lista completa de nomes para cavalos machos e éguas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Como escolher os nomes

O cavalo é um animal nobre, gracioso e inteligente que não vai demorar para assimilar o seu novo nome. É também um animal de muitos costumes, por isso a repetição de seu nome será um fator chave. Ao contrário de outros animais, eles possuem uma sensibilidade especial na hora de compreender e se relacionar. É capaz de interpretar sentimentos e sensações humanas. Os cavalos também são capazes de sentir emoções como a tristeza, a felicidade e o medo.

https://agronews.tv.br/saiba-como-evitar-as-estereotipias-em-equinos/

Na hora de escolher o nome do seu companheiro equino, tenha em conta essas recomendações:

  • Escolha um nome fácil de lembrar;
  • Deve soar bem, ter uma pronúncia clara;
  • Não utilize um nome que possa confundir o animal.

Nomes para cavalos macho

Veja a seguir uma lista completa de nomes para os machos:

  • Galã
  • Ambicioso
  • Angus
  • Lucky
  • Impetuoso
  • Tremor
  • Corvo
  • Kentucky
  • Zorro
  • Sultão
  • Patife
  • Valente
  • Guloso
  • Tormento
  • Michigan
  • Encantador
  • Arthur
  • Talentoso
  • Bandolero
  • Coral
  • Tzar
  • Antenor
  • Trono
  • Buenaventura
  • Donatelo
  • Sargento
  • Raio
  • Atrevido
  • Genovevo
  • Macário
  • Fervoroso
  • Carbonero
  • Chocolate
  • Macedônio
  • Vicário
  • Charles III
  • Joaquim
  • Tro
  • Nicanor
  • Niceto
  • Odón
  • Relâmpago
  • Pio
  • Elegante
  • Pompeu
  • Jade
  • Ohio
  • Silvestre
  • Simão
  • Victoriano
  • Pegaso
  • Camarão
  • Rubi
  • Diretor
  • Zafiro
  • Poderoso

Nomes para éguas

Esperamos que você encontre, nessa lista um nome com o qual se identifique:

  • Celeste
  • Dama
  • Canela
  • Califórnia
  • Cleópatra
  • Imperatriz
  • Sapeca
  • Puma
  • Cadabra
  • Kiara
  • Esmeralda
  • Cigana
  • Guapa
  • Granada
  • Belga
  • Favorita
  • Muchacha
  • Sinhá
  • Revelação
  • Revanche
  • Sereia
  • Canção
  • Bailarina
  • Garota
  • Morena
  • Única
  • Angel
  • Hera
  • Alabama
  • Nebraska
  • Turquesa
  • Triana
  • Altagracia
  • Benilde
  • Amatista
  • Impetuosa
  • Fera
  • Cayetana
  • Davina
  • Dionisia
  • Dorotea
  • Fortunata
  • Genara
  • Azahara
  • Tormenta
  • Athenea
  • Kenia
  • Feiticeira
  • Libia
  • Arkansas
  • Ágata
  • Indiana
  • Vera
  • Arizona
  • Victoria
  • Dakota
  • Diana
  • Baviera
  • Genoveva
  • Getrudis
  • Gracia
  • Laureana
  • Loreta
  • Rosa negra
  • Máxima
  • Parda
  • Petra
  • Priscila
  • Tadea
  • Esperanza
  • Verísima
  • Frida
  • Strella
  • Duquesa
  • Bruja
  • Amália
  • Pandora
  • Channel
  • Geada
  • Encantada
  • Lenda
  • Nobreza
  • Luna
  • Pérola
  • Paixão
  • Relíquia
  • Aguamarina

Nomes de cavalos de filme

cavalo
  • Tornado: Do filme “A Máscara do Zorro”, de 1998. O cavalo Tornado é o companheiro do herói Zorro e com ele passa por várias aventuras.
  • Jolly Jumper: Dos filmes “Lucky Luke” e “Lucky Luke 2”, de 1990 e sua última versão de 2009. O cavalo é o grande companheiro do caubói Lucky Luke. Ele além de expressar seus pensamentos, ainda conversa e ajuda seu amigo com suas ideias brilhantes.
  • Aquilante: Do filme “O Incrível Exército de Brancaleone”, de 1966. Comédia italiana que faz referência do cavalo Rocinante de Don Quixote. Esse cavalo é diferente dos outros, pois não demonstra uma postura valente, pois tem um jeito ingênuo e atrapalhado.
  • O Negro: Do filme “O Corcel Negro”, de 1979. O cavalo O Negro impressiona pela sua valentia e velocidade. Ele consegue enfrentar vários desafios junto ao seu companheiro.
  • Maximus: Do filme “Enrolados”, de 2010. O cavalo persegue os vilões do filme, é valente, luta com espadas e possui um carisma único dentro da história.
  • Smoky: Do filme “Dívida de Sangue”, de 1966. O tutor do cavalo era um personagem bêbado e o ator Lee Marvin fez muito sucesso pela sua atuação. Ao ganhar o Oscar de melhor ator, ele ofereceu seu prêmio ao companheiro cavalo que também pareceu atuar muito bem no filme.

Nomes de cavalos de famosos

Se você quer fazer uma homenagem a um equino famoso, recomendamos esses nomes famosos:

  • Bucéfalo: Cavalo de Alexandre, o Grande (Rei da Grécia antiga, herói da época);
  • Marengo: Cavalo de Napoleão Bonaparte (Imperador francês, um dos líderes de Revolução Francesa);
  • A Égua Babieca: Cavalo do El Cid Campeador (Rodrigo de Vivar- guerreiro da Espanha);
  • Pégasus: Cavalo de Zeus (Na Grécia Antiga, era considerado o Pai dos Deuses);

Por Agronews – com informações de Perito Animal

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo

Mundo Animal

Câncer de mama em cães: uma doença silenciosa e comum

Publicado

em

american bully

O câncer é uma doença que aflige não só seres humanos, mas também nossos amigos de quatro patas. Em outubro, a campanha a respeito da conscientização para diagnóstico e prevenção da doença deve ser lembrada também para os cães, dado que o câncer de mama em cachorro atinge quase metade desses pets.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Portanto, atente-se quanto à própria saúde e a saúde do seu amigo de estimação. Assim, você oferece toda a qualidade de vida necessária para que o cãozinho viva por muitos anos.

Câncer de mama em cachorro: mais comum do que em mulheres

american bully
Crédito: Agronews

Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o câncer de mama em cachorro atinge pelo menos 45% das cadelas. No caso das gatas, a doença atinge pelo menos 30%. Além disso, a maioria dos casos são malignos. Sendo assim, essa é uma doença que precisa de cuidados e, principalmente, de um diagnóstico precoce a fim de tratar o problema o quanto antes. Aliás, não só cadelas e gatas podem sofrer do câncer de mama, a doença também pode afligir os cães e gatos machos.

Um mês de reflexão e cuidados

A fim de conscientizar mulheres e homens no país inteiro, o mês de outubro deve ser lembrado para os cuidados na região mamária. Portanto, como a doença não atinge só humanos, mas também outros pets mamíferos, é importante fazer o diagnóstico e observar também a saúde do amigo de quatro patas.

Sintomas e prevenção da doença

O câncer de mama em cachorro pode não provocar reações no cão (apatia, vômitos, febre ou mudança no apetite). Isso pode ser muito perigoso, dado que é uma doença silenciosa e que avança rapidamente.

Nesse caso, o principal sintoma do câncer de mama em cachorro está no crescimento de um nódulo na região mamária. Portanto, ao fazer o autoexame, a fim de se prevenir e perceber possíveis tumores, também verifique a presença de um caroço na mama do cachorro.

Leia Cachorro de fazenda: conheça 6 raças ideais

Além de caroço, se o pet estiver com a região das mamas avermelhadas, inchadas, dilatadas, com secreção e/ou odor desagradável, é importante ficar atento. Esses podem ser sintomas de câncer de mama em cadelas.

Vale ressaltar que, a castração nas fêmeas ajuda a reduzir o risco de apresentar tumor. Se o procedimento for realizado após o primeiro cio, chega a reduzir para 96%.

Causas do câncer de mama

A causa do câncer de mama é multifatorial, envolvendo a participação de componentes genéticos, hormonais, nutricionais e ambientais. Além disso, o crescimento desordenado das células mamárias também pode ser o motivo pelo qual o câncer se desenvolve.

No entanto, como as mamas dos cães machos também produzem hormônios, como estrógeno e progesterona, mesmo em menor quantidade, eles estão sujeitos ao câncer de mama em cães. Por isso, é extremamente necessário fazer a prevenção em ambos os pets, mesmo sendo um tumor raro.

Além de tais causas, outros motivos comuns para o câncer de mama em cadela está a gravidez psicológica. Medicamentos hormonais, como anticoncepcionais e alguns tipos de suplementos também pode causar o desenvolvimento da doença.

Cadelas que já foram ou são obesas têm maiores riscos de desenvolver câncer de mama. Além disso, outros fatores, como idade avançada, também podem causar a doença.

Tratamento

O tratamento do câncer em cães deve ser acompanhado de um veterinário, que fará o diagnóstico com exames clínicos na mama, além de exames como citologia aspirativa do nódulo. Lembre-se de fazer o acompanhamento com o especialista, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura!

Em caso de tumor maligno a mascote precisa passar por alguns exames, como tomografia, radiografia, ultrassom e de sangue, para melhor escolha de tratamento. Assim como mulher, as fêmeas também podem fazer quimioterapia.

No entanto, antes é feita uma biópsia, uma tomografia e uma ultrassonografia na cachorra com câncer de mama a fim de verificar o estágio da doença.

Não deixe de levar o pet ao veterinário para um check-up periodicamente. Assim, além de câncer, o especialista pode verificar possíveis predisposições e tratá-lo o quanto antes.

Fonte: Petz

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo


Tendências