Cooperativa francesa visita APROSOJA e projeta parcerias em Mato Grosso

A Cooperativa francesa Terrena esteve na Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) nesta quinta-feira (12) para conhecer o trabalho da entidade e estreitar laços para futuros alinhamentos institucionais. Também estiveram no encontro representantes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) e do Sistema e Organização das Cooperativas Brasileiras de Mato Grosso (OCB – MT).
A Terrena é uma cooperativa com 130 anos de existência, considerada a segunda maior da Europa, com uma movimentação, segundo dados da própria, de 5 bilhões de euros anuais. No total, possui 22 mil associados, emprega 12 mil pessoas e produz 2 milhões de hectares, que incluiu produção de leite, gado, coelhos, frangos, suínos, cereais, sementes, legumes, frutas e plantas.
Em Mato Grosso, a comitiva foi formada por pouco mais de 60 associados e objetivo é estreitar relações com o Estado para, futuramente, fazer investimentos. “Um dos nossos alinhamentos entre os associados é buscar a internacionalização. Ainda não fizemos investimentos no Brasil. O que temos atualmente é relação com um distribuidor brasileiro de farelo tradicional para alimentar nossos animais”, explica Maxime Vandoni, diretor geral da Terrena.
Segundo o presidente da cooperativa, Hubert Garaud, a reunião de hoje é um primeiro passo. “Existe sim a possibilidade de buscar novos parceiros para o futuro”, afirma, em relação as possibilidades de as parcerias serem de Mato Grosso. A cooperativa, inclusive, volta com um grupo menor em fevereiro de 2016 ao Estado, para visitar propriedades rurais e fazer reuniões com possíveis parceiros.
Sustentabilidade
O grupo de franceses também se mostrou interessado nos programas Soja Livre e Soja Plus, principalmente devido busca em aliar a produção à sustentabilidade, com a criação do selo “La nouvelle agriculture” (A nova agricultura).
O Soja Livre foi criado como forma de promover as cultivares de soja convencionais e de manter a opção de escolha do produtor, garantindo maior oferta de sementes, competitividade, regulação do mercado e a redução da dependência de uma única tecnologia. É uma parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Associação Brasileira de Grãos Não Geneticamente Modificados (Abrange), Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado do Mato Grosso (Aprosoja) e a Cooperativa de Desenvolvimento Agrícola (Coodeagri).
O Soja Plus, por sua vez, é um programa de melhoria contínua de gestão de propriedade rural do país, preparando o produtor para atender as demandas de forma mais sustentável do ponto de vista econômico, social e ambiental. Também tem o objetivo de contribuir para a conservação dos recursos naturais, da governança das atividades produtivas e do bem estar social de trabalhadores, produtores rurais e comunidades locais.
“Os franceses estão buscando expandir sua produção de carnes e já detectaram que o estado de Mato Grosso tem oportunidades destes investimentos, podendo fazer parceria com produtores, cooperativas locais, pois aqui já temos as melhores práticas agrícolas suportadas pelo programa Soja Plus”, diz Cid Sanches, gerente de Planejamento da Aprosoja.

Fonte: Aprosoja MT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.