Notícias

COVID-19: Governo do PR mantém tarifa rural noturna

tarifa-rural-noturna

Após pedido da FAEP e sindicatos rurais, governo estadual mantém Tarifa Rural Noturna. Benefício terá continuidade pelos próximos meses, o que traz alívio para os produtores envolvidos em diversas atividades agropecuárias.

Um dia após comunicar a suspensão da suspensão da Tarifa Rural Noturna (TRN), o governo estadual decidiu pela manutenção do benefício. Após atuação da FAEP e dos sindicatos rurais e uma reunião de emergência com os secretários de Estado e a diretoria da Companhia Paranaense de Energia (Copel), o governador Carlos Massa Junior garantiu a continuidade do programa.

Todos compreendemos o momento crítico que estamos vivendo, com a pandemia do coronavírus, e a manutenção do Programa da TARIFA Rural Noturna está garantida”, afirmou o secretário-chefe do Casa Civil, Guto Silva. “O produtor pode descartar a mensagem que recebeu suspendendo a tarifa. Em breve uma nova será repassada com a manutenção do programa”, complementou.

O governo do Estado foi sensível ao nosso pedido para continuidade do Programa Tarifa Rural Noturna, ainda mais neste momento em que os produtores precisam produzir para garantir o alimento à população. Foi uma decisão acertada, que o setor produtivo rural do Paraná agradece”, destacou o presidente da FAEP, Ágide Meneguette. “A energia elétrica é um insumo importante para o campo, podendo chegar a mais de 20% do custo de produção em algumas atividades. Os produtores e trabalhadores rurais envolvidos com essas atividades podem ficar tranquilos que o benefício segue valendo”, acrescentou.

O benefício criado em 2007, por meio da Lei Estadual 19.812, aprovada em fevereiro de 2019, permite que os produtores paranaenses, principalmente os envolvidos com pecuária, tenham o desconto de 60% na tarifa para consumo rural no horário entre 21h30 e 6 horas. Atualmente, o programa Tarifa Rural Noturna atende 12 mil produtores.

Por: FAEP

Artigos relacionados
Diárias de MercadoNotícias

Milho: agentes voltam a ficar otimistas com 2ª safra

GeralMercado FinanceiroNotícias

Pescado brasileiro busca espaço no mercado muçulmano

Especialistas

Novo Código Florestal: 10 anos de segurança jurídica no campo

Diárias de Mercado

Trigo: valores atingem máximas estaduais em maio de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.