Custos de produção de suínos sobem em 2022

Custos de produção de suínos elevam; ICP de frango de corte fica praticamente estável

Os custos de produção de suínos subiram em outubro segundo os estudos publicados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa. O Índice de Custo de Produção, o ICPSuíno, subiu 0,71% no mês de outubro em relação a setembro, fechando em 449,20 pontos. Já o ICPFrango, que calcula os custos de produção de frango de corte, se manteve praticamente estável, com queda de 0,07%, fechando o mês de outubro em 424,90 pontos.

Os custos da nutrição, com 0,95% de aumento, e um peso de 80% na composição do custo total, foi o que mais impactou o ICPSuíno de outubro de 2022. No ano, a alta já chega a 10,64% apenas neste item. Assim, o custo total de produção por quilo de suíno vivo produzido em sistema tipo ciclo completo em Santa Catarina passou de R$ 7,80 em setembro para R$ 7,85 em outubro. No ano, o ICPSuíno acumula 12,16% de alta e, nos últimos 12 meses, 15,40%.

Já o ICPFrango apresentou queda em todos os itens de composição, com exceção de sanidade (que se manteve estável) e nutrição (alta de 0,19% em relação a setembro). O custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná produzido em aviário tipo climatizado em pressão positiva, manteve em outubro o valor de R$ 5,49 registrado em setembro. No ano, o ICPFrango acumula alta de 5,30% e, nos últimos 12 meses, uma variação de 5,40%.

suíno

Alterações

Até agosto de 2022 as variações percentuais dos itens de custo do ICPFrango e ICPSuíno relativas ao mês anterior, ao ano e aos últimos 12 meses eram apresentadas de forma ponderada, ou seja, a variação percentual de cada item de custo era multiplicada pelo seu peso na composição do custo total.

Tendo em vista a necessidade de melhor comunicar a evolução dos itens de custo dos ICPFrango e ICPSuíno, a partir de setembro de 2022 as variações percentuais dos itens de custo passarão a ser apresentadas de forma absoluta, sem a ponderação da participação do item de custo no custo total. Destaca-se que esta mudança não afeta a variação percentual total dos índices.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Os índices

Os estados de Santa Catarina e Paraná são usados como referência nos cálculos da CIAS por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente. Os custos de produção são uma referência para o setor produtivo.

Assim, os resultados publicados na CIAS são derivados de coeficientes de produtividade pré-fixados, variando mensalmente apenas o preço dos insumos e fatores de produção. Além disso, suinocultores independentes e avicultores sob contratos de integração devem acompanhar a evolução dos seus próprios custos de produção.

Aplicativo Custo Fácil – O aplicativo da Embrapa agora permite gerar relatórios dinâmicos das granjas, do usuário e das estatísticas da base de dados. Os relatórios permitem separar as despesas dos custos com mão de obra familiar. O Custo Fácil está disponível de graça para aparelhos Android, na Play Store do Google.
Planilha de custos do produtor – Produtores de suínos e de frango de corte integrados podem usar na gestão da granja a planilha eletrônica feita pela Embrapa. A planilha pode ser baixada de graça no site da CIAS.

Por Lucas Scherer Cardoso/ Embrapa

AGRONEWS® é informação para quem produz

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *