NotíciasGeral

De acordo com a Conab, incidência de chuva favorece cultivos de verão

Os estados de Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, além de outros da região Norte e do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) tiveram grande ocorrência de chuvas nas primeiras semanas de novembro

O volume foi definido pela formação e atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), o que contribuiu para a elevação da umidade no solo, favorecendo a implantação e o desenvolvimento dos cultivos de verão.

A análise é do último Boletim de Monitoramento Agrícola Cultivos de Inverno (Safra 2020/2021) e Verão (Safra 2021/2022), publicado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quinta-feira (25). A publicação traz informações atualizadas sobre as condições agroclimatológicas, o comportamento do índice de vegetação e dados de campo das principais regiões produtoras de grãos do país nessas estações.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Na região Sul, por exemplo, as chuvas ocorreram em menor volume e beneficiaram a maturação e a colheita dos cultivos de inverno. Já em áreas com menor capacidade de retenção de água no solo, foi observada condição de restrição hídrica para a semeadura e o desenvolvimento de parte das lavouras de milho e soja.

O monitoramento espectral indica normalidade na condição das lavouras e no calendário dos cultivos de inverno, que se encontram de forma majoritária em maturação e colheita. Também aponta equilíbrio para os cultivos de verão que estão com desenvolvimento mais adiantado e em melhores condições em Mato Grosso.

O Boletim é resultado da colaboração entre a Conab, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Grupo de Monitoramento Global da Agricultura (Glam), além de agentes que contribuem com os dados de campo.

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados