Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

Hoje, 14 de outubro, comemoramos o Dia Nacional da Pecuária. Esta é uma data muito importante para todos nós brasileiros, pois enaltece essa atividade que é um dos principais pilares econômicos do Brasil. A pecuária auxilia no desenvolvimento do nosso país, expande mercados e é responsável por colocar alimento saudável e seguro na mesa, não só de nós brasileiros, mas em todo o mundo.

Por isso, nós do AGRONEWS® não poderíamos deixar passar em branco essa data tão relevante para a nossa gente. Confira esta matéria especial sobre o Dia Nacional da Pecuária.

A pecuária no Brasil

Em números, a Pecuária Brasileira é considerada uma das mais produtivas em todo o mundo. Além de ser um dos maiores exportadores de carne bovina, o país também se destaca na criação de aves, que compõem mais de 70% do efetivo dos rebanhos brasileiros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) informou que a adoção de tecnologias na pecuária brasileira proporcionou a modernização do setor com incremento da produção e da produtividade, em bases sustentáveis. Nos últimos 40 anos, a produção de carne de aves aumentou 22 vezes; a de carne suína, 4 vezes; a de leite, 4 vezes; e a produção de carne bovina, 4 vezes.

Pesquisas em genética, avanços no controle de pragas e doenças e melhoria das pastagens aumentaram de 11% para 22% a média de desfrute dos rebanhos bovinos de corte. Cinco cultivares de forrageiras da Embrapa são responsáveis por quase 80% do mercado nacional e levaram o Brasil a se tornar o maior exportador de sementes forrageiras tropicais do mundo.

Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

Com o suíno light, a pesquisa contribuiu para o desenvolvimento de animais com menor percentual de gordura que hoje representam o padrão do rebanho nacional. A produção anual de leite duplicou nos últimos 20 anos e o aumento não ocorreu só com a expansão do rebanho, mas também com a produtividade das vacas, a partir da incorporação de tecnologias.

O Brasil possui um rebanho de mais de 218 milhões de cabeças, criadas em aproximadamente 167 milhões de hectares. A lotação média no país é de 1,25 cab. /ha (unidade de cabeça por hectare). Atualmente a produção pecuária de bovinos é partilhada principalmente pelo Centro-Oeste, Sudeste e Sul, cabendo ao Nordeste o predomínio sobre as criações de caprinos e muares. Os ovinos se concentram no Sul e Nordeste (Rio Grande do Sul, Bahia e Ceará são os principais produtores). Os suínos e as aves se concentram no Sudeste e no Sul.

Abaixo você confere o último boletim divulgado pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

O Brasil é maravilhoso e a nossa pecuária leva vantagens em termos de clima, abundância de água e formação de pastagens, que são requisitos importantes para o gado criado em sistemas de pasto, garantindo globalmente o fornecimento de carne com excelência e qualidade, seguindo todas as diretrizes de segurança alimentar.

Mato Grosso o gigante da pecuária

Não poderíamos deixar de citar que dentro do cenário nacional, o estado de Mato Grosso possui o maior rebanho bovino do país. A pecuária mato-grossense quebrou seu próprio recorde e seu rebanho atingiu 32,7 milhões de cabeças. Dos 141 municípios no estado, somente dez concentram 25% da produção pecuária e 20% das fazendas de gado, sendo Cáceres o maior produtor – com mais de 1 milhão de cabeças e 3 mil propriedades rurais.

No período de um ano, o rebanho bovino de Mato Grosso teve aumento em 1,624 milhão de cabeças e agora totaliza 32.788.192 de cabeças. Este é um novo recorde para o estado de Mato Grosso, campeão na atividade pecuária no país. Levando em conta a estimativa populacional do IBGE para Mato Grosso em 2021, são 9 bois a cada um habitante.

Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

Conforme os dados do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), o rebanho cresceu 5,2% no Estado de novembro de 2021 em relação a novembro de 2020, e em praticamente todas as 14 regionais do Estado, com exceção da de Barra do Garças, onde houve um pequeno decréscimo de 0,6%. Ficaram com crescimento acima da média estadual as Regionais de Cáceres, Alta Floresta, Barra do Bugres, São Felix do Araguaia, Pontes e Lacerda e Juína, sendo esta última com maior incremento (10,4%).

Em entrevista ao Agronews, pecuarista e presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Celso Nogueira, afirma que o Dia Nacional da Pecuária tem a mesma importância que o Dia da Independência do Brasil e deve ser comemorada por todos. “A pecuária é um segmento de muita importância no mundo, não só ao Brasil, e Mato Grosso vem sendo um cartão postal para o país ao representar a pecuária. O dia nacional da pecuária precisa ser comemorado com mais destaque e deveria ser comemorado com a mesma importância que o dia 7 de setembro, dia da independência.”, avalia Nogueira.

Celso Nogueira - pecuária
Celso Nogueira – presidente do Sindicato Rural de Cuiabá

Uma curiosidade é que hoje, 14 de outubro é comemorado o Dia Nacional da Pecuária, mas o Dia Nacional do Pecuarista, é comemorado no dia 15 de julho.

Agora que você já conhece um pouquinho da magnitude desta atividade tão importante para o país, vamos esclarecer didaticamente o que é a pecuária, quais tecnologias fizeram este setor avançar e os motivos que fazem a pecuária ter tanta relevância no cenário nacional. Confira!

Afinal, o que é pecuária?

Pecuária vem de Pecus, em latim que significa “gado”. A palavra tem a mesma raiz de “pecúnia” (moeda, dinheiro). Na antiga Roma, os animais criados para abate também eram usados como reserva de valor.

A criação de gado é uma das mais velhas atividades conhecidas, resultado do aperfeiçoamento do trabalho dos caçadores-coletores, que já existiam há cerca de 100.000 anos, quando aprenderam a aprisionar os animais vivos para posterior abate. Posteriormente perceberam a possibilidade de administrar a sua reprodução. Nos primeiros estágios da pecuária, o homem continuava nômade, e na maioria das vezes conduzia seus rebanhos domesticados em suas perambulações, já não procurando a caça, mas sim novas pastagens para alimentar o rebanho.

Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

A ciência da criação de animais chama-se Zootecnia e é ensinada em muitas universidades e faculdades, principalmente em áreas rurais.

Na atualidade, os trabalhadores conhecidos como “peões”, “vaqueiros”, “campinos”, entre outros, são aqueles que realizarem trabalhos com gado bovino e /ou bubalino criados primariamente para serem usados como fontes de carne.

Carne (bovina, bubalina, de aves etc), ovos, leite e mel são os principais produtos alimentares oriundos da atividade pecuária. Couro, lã e seda são exemplos de fibras usadas na indústria de vestimentas e calçados. O couro também é extensivamente usado na indústria de mobiliário e de automóveis.

Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

Tipos de pecuária

E não pense você que o termo pecuária é exclusividade apenas da atividade de criação de bovinos (bois e vacas), existem diversos tipos e você pode ver logo abaixo:

  • Apicultura (criação de abelhas)
  • Avicultura (criação de aves)
  • Assininocultura (criação de burros)
  • Camelicultura (criação de camelideos – lhamas, vicunhas, camelos)
  • Carcinicultura (criação de camarões)
  • Crocodilicultura – (criação de crocodilianos – jacarés e crocodilos)
  • Cunicultura (criação de coelhos)
  • Equinocultura (criação de cavalos)
  • Estrutiocultura (criação de avestruzes)
  • Herpetocultura (criação de répteis)
  • Maricultura (criação de mariscos)
  • Meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão)
  • Ovinocultura (criação de ovinos – ovelhas)
  • Pecuária de corte (criação de bovinos para fornecimento de carne)
  • Pecuária de lã (criação de ovinos ou caprinos para fornecimento de lã)
  • Pecuária de leite (criação de bovinos para fornecimento de leite)
  • Piscicultura (criação de peixes)
  • Quelonicultura (criação de quelônios – tartarugas)
  • Ranicultura (criação de rãs)
  • Sericicultura (criação de bicho-da-seda)
  • Suinocultura (criação de porcos)
  • Truticultura (criação de trutas)

A pecuária também vai muito além dos bois e vacas, da qualidade dos produtos e de ser uma mola propulsora da economia brasileira. A atividade vem ganhando destaque no que se refere à produção com eficiência, tecnologia, sustentabilidade e conservação ambiental.

A pecuária, para quem vive no dia a dia, é paixão. Temos preocupação com o bem-estar animal e em produzir uma carne de qualidade que seja aceita mundo afora. Hoje estamos muito preocupados com o futuro”, afirmou o 1º vice-presidente da Acrimat, Amarildo Merotti.

Por tantas contribuições ao Brasil e ao mundo, a pecuária merece todo o reconhecimento e valorização. Pensando nisso a Associação de Criadores de Mato Grosso – Acrimat, produziu um vídeo em homenagem aos pecuaristas do Brasil. Confira!

Homenagem da Acrimat à todos os Pecuaristas

Tecnologia e inovação

Os avanços tecnológicos vêm revolucionando vários setores do mercado, mudando o modo de produção e a forma de consumo, no setor pecuário não é diferente.

Para o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, a pecuária evolui a cada dia e isso abre portas no mundo para que a carne brasileira entre com segurança e qualidade. “A pecuária vem evoluindo no desenvolvimento do comércio de rebanho. A carne brasileira hoje é aceita no mundo inteiro devido ao grande trabalho que é feito com tecnologia, como é do melhoramento genético e a inseminação artificial.”, avalia Celso Nogueira.

A tecnologia disponível que está sendo cada vez mais utilizada, vem gerando resultados positivos em âmbito nacional e global e busca atender as necessidades dos pecuaristas de forma eficiente, buscando levar soluções completas.

Dia Nacional da Pecuária, entenda a importância desta data

Mas como essas tecnologias possibilitam este desempenho? Veja abaixo alguns exemplos de tecnologias que estão contribuindo para a evolução da pecuária:

  • Melhoramento genético: As técnicas de reprodução bovina, como a inseminação artificial e a transferência de embriões, favorecem decisivamente no desenvolvimento da atividade, sendo ela um dos principais fatores da evolução da pecuária brasileira.
  • Identificadores eletrônicos: Este dispositivo facilita a leitura e identificação dos animais em tempo real, 24 horas por dia, trazendo comodidade ao produtor.
  • Nutrição de precisão: A nutrição de precisão oferece aos animais os insumos necessários na quantidade certa, no momento ideal. Lembrando que a alimentação representa aproximadamente 70% dos custos da produção pecuária.
  • Balanças eletrônicas: Possibilitam a coleta de dados individualmente automatizada, oque reduz drasticamente o tempo necessário para a captação além de reduzir também os erros de estatísticas e perca de informações. Com o uso deste dispositivo a coleta de dados, como o peso do rebanho, ficou mais preciso e fácil, seus sensores eletrônicos proporcionam o monitoramento do ambiente gerando dados sobre as condições do rebanho, gerando mais produtividade aos Criadores e conforto aos animais.

Motivos que comprovam a relevância da pecuária nacional

Como dissemos, o Brasil é um dos principais produtores e exportadores de carne do mundo e este setor corresponde a boa parte da economia nacional, representando uma enorme relevância. Dentre as principais razões para tal, destacam-se 5 fatores:

  1. O Brasil possui o maior rebanho bovino do mundo.
  2. Até setembro de 2022 a receita de exportação de carne bovina somou o equivalente U$9,18 bilhões, alta de 40,7% comparado ao mesmo período de 2021.
  3. O Brasil é o maior exportador mundial de carne bovina, seguido por Estados Unidos (EUA), Índia e Austrália. (Dado fornecido pelo USDA – Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, em julho de 2022).
  4. Nosso país possui um parque industrial com capacidade de abate de quase 200 mil bovinos por dia.
  5. De janeiro a março de 2022 houve um incremento de mais 1 milhão de trabalhadores no setor agropecuário, 6,2% a mais em relação ao mesmo período de 2021, chegando a 18,74 milhões de pessoas. O grupo empregado no agro chega a quase 20% do total de participação no mercado de trabalho do Brasil.
Pecuarista

Parabéns aos pecuaristas do Brasil

Não podemos citar a relevância da pecuária nacional sem citar o responsável por tudo isso, o pecuarista. É dele a preocupação com a alimentação dos animais, com a sanidade, no cuidado com o manejo e a busca contínua da produtividade pecuária, com sustentabilidade e em harmonia com a natureza. O pecuarista leva consigo o conceito de trabalho, na lida diária no campo, com profissionalismo e dedicação.

É nobre esta missão, que pertence aos pecuaristas, de levar alimento às mesas de todo o mundo, através da produção de proteína animal, como a carne, leite, ovos e seus derivados. E este nobre guerreiro vêm superando a cada dia, com qualidade e quantidade, essa atividade tão importante para todos nós.

Fica aqui registrado, que nós do Agronews® ressaltamos a relevância que o setor pecuário exerce ao nosso país, e principalmente a importância de se valorizar o trabalho realizado pelo homem do campo. Fica aqui os nossos mais sinceros agradecimentos aos pecuaristas do Brasil.

Muito obrigado!

Por: Vicente Delgado e Bianca Mortelaro

AGRONEWS® é informação para quem produz

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *