Mercado FinanceiroNotícias

Em Mato Grosso, quase todo o algodão safra já foi colhido, aponta IMEA

Quase todo o algodão safra já foi colhido e as primeiras áreas da “safrinha” começaram a ser colhidas nesta última semana no estado de Mato Grosso

Assim, até a última sexta-feira (23/07) 17,13% das áreas com a cultura em Mato Grosso foram finalizadas, avanço de 2,04p.p. no comparativo semanal. No entanto, os trabalhos nas lavouras estão 9,46 p.p atrasados em relação à safra passada e 3,28 p.p. ante a média dos últimos cinco anos, pautados pela semeadura mais tardia nesta temporada.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Entre as regiões, a mais adiantada continua sendo a região nordeste (81,69%), e a mais atrasada, a região centro-sul (9,99%). Em relação ao rendimento das áreas colhidas na semana, a produtividade apresentou redução no comparativo semanal, no qual na média do estado fechou em torno de 290 @/ha de algodão em caroço.

Por fim, a expectativa é que, conforme a colheita avance sobre as áreas mais tardias, o rendimento fique pressionado, principalmente nas lavouras que foram semeadas depois da segunda quinzena de fevereiro.

Alta

algodão

Com a valorização do dólar, o preço Imea apontou aumento de 1,45% quando comparado ao da semana passada, cotado a uma média de R$ 163,41/@.

Bolsa de Nova York

As cotações da bolsa de Nova York para o contrato dez/21 registraram queda de 0,44% ante a semana passada, fechando a um preço médio de ¢ US$ 88,69/lp.

Queda

Diante do início do beneficiamento da produção, o preço da torta de algodão apresentou queda de 3,60%, ante a semana passada, precificado a R$ 1.805,12/t. .

Mercado externo USDA

Mesmo com o clima adverso no início da semeadura nos EUA, as lavouras no país vêm apresentando boas condições nas últimas semanas. Assim, o acompanhamento de safra divulgado pelo USDA (26/07) aponta que 78,00% das lavouras estão com o algodão emergindo e 37,00% das áreas em estádio de formação de maçã. Já em relação ao desenvolvimento das lavouras no país, 61,00% das áreas apresentam condições boas e excelentes, percentual
acima ao do ano passado e da média dos cinco anos.

A significativa melhora nas condições dos EUA está atrelada ao Texas, que nas últimas semanas apresentou bons volumes de chuvas, principalmente no oeste texano, que apresentava seca expressiva desde o início dos trabalhos. Por fim, apesar do contexto otimista no momento, o clima no país ainda segue em aberto, principalmente neste período em que começou a temporada de furacões no país.

Por Daniele Delgado – Imea

AGRONEWS – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados