Notícias

Armazena MT avança com novos treinamentos e rodadas

Empresas também apresentaram tecnologias de armazenagem para Aprosoja

O Armazena MT avança em Mato Grosso com programações focadas no agricultor até novembro. Criado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) neste ano, o programa visa fomentar a construção de armazéns e desburocratizar o acesso ao crédito.
Durante o mês de setembro, a área de Política Agrícola da associação, responsável pelo Armazena MT, recebe empresas do setor privado que desejam apresentar tecnologias de armazenagem. “Nosso foco, com as reuniões, é conhecermos o que de mais moderno existe ou tem sido criado no ramo da armazenagem. Uma das empresas, por exemplo, apresentou soluções alternativas”, explica o gerente de Política Agrícola, Frederico Azevedo.
Nesta semana, estiveram na Aprosoja representantes da Ag Growth International e CTA Logtrans. Além disso, durante a Missão Estados Unidos, os representantes da Aprosoja estiveram com representantes de empresas norte americanas buscando novas tecnologias.
Além destas reuniões, no mês de outubro, a equipe de Política Agrícola fará uma rodada focada em empresas de consultoria para elaboração de projetos de armazenagem. “Este evento conta com o apoio do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e tem o objetivo de ser um treinamento focado na preparação dos projetos de armazenagem. Nossa ideia é que essas empresas e profissionais estejam preparadas para atender nossos associados, reduzindo o tempo de análise dos processos e melhorando a viabilidade econômica”, explica o analista de Política Agrícola da Aprosoja, Eduardo Vaz.
Já no mês de novembro, começa uma nova rodada focada nos produtores rurais. “Nos moldes das rodadas que fizemos em agosto, explicando o projeto e tirando as dúvidas dos nossos associados, vamos rodar em outras cidades, principalmente em locais com maiores déficits de armazenagem. Importante destacar que a partir da primeira rodada, houve demanda de outros núcleos, o que demostra o interesse no projeto pelos associados”, afirma Frederico Azevedo.
Em agosto, as equipes da Aprosoja, do BNDES, do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) e representantes dos agentes bancários estiveram em Primavera do Leste, Campo Novo do Parecis, Sorriso e Água Boa. Para esta nova rodada, as datas ainda não estão confirmadas.
O déficit mato-grossense – Com as safras de soja e milho estimadas em 60,76 milhões de toneladas neste ano, segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a capacidade de armazenagem é de 33,4 milhões de toneladas.
Considerando os requisitos da FAO (Food and Agriculture Organization), órgão das Nações Unidas que determina uma capacidade de armazenagem superior a 20% da produção, o déficit de Mato Grosso atualmente é de pouco mais de 39 milhões de toneladas.
Fonte: Aprosoja
 
telegram agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados