Diárias de Mercado

Café: bolsa de NY sobe 10% e deve movimentar mercado doméstico

Com Nova York subindo cerca de 10% neste início de semana, os preços do café devem subir bem nas negociações desta segunda no mercado brasileiro. O dólar também sobe e se mantém acima de R$ 5,20, o que deve ajudar na movimentação.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O clima no Brasil segue no centro das atenções. Os investidores estão se protegendo diante da perspectiva de temperaturas muito baixas e incidência de geadas a partir do meio da semana, o que traria ainda mais estragos às lavouras brasileiras.

O mercado apresentou preços mais baixos na sexta-feira. Houve alguns negócios quando a Bolsa de Nova York tinha ganhos, nos níveis do dia anterior. Porém, depois a bolsa caiu e o mercado nacional travou na comercialização. As bases terminaram se ajustando para baixo nas cotações junto com NY.

A maior parte dos agentes preferiu esperar o mercado se acalmar diante de toda a volatilidade recente com as geadas. E semana que vem promete mais instabilidade com uma nova massa de ar polar chegando.

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 1.020,00/1.025,00 a saca, no comparativo com R$ 1.030,00/1.040,00 do dia anterior. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 1.030,00/1.035,00 a saca, contra R$ 1.050,00/1.055,00 anteriormente.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 745,00/750,00 a saca, contra R$ 750,00/755,00 de ontem. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 565,00/570,00 a saca, estável

Bolsa de Nova York

Os contratos com entrega em setembro registram valorização de 9,49% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 207,00 centavos de dólar por libra-peso.

Os contratos com entrega em setembro/2021 fecharam a sexta-feira a 189,00 centavos de dólar por libra-peso, desvalorização de 4,65 centavos, ou de 2,4%.

Por Dylan Della Pasqua – Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

 
telegram agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados