ClimatempoPrevisão do tempo

CLIMATEMPO 28 de setembro a 04 de outubro, veja a previsão do tempo

Assista o Boletim CLIMATEMPO 28 de setembro a 04 de outubro e veja a previsão do tempo nas principais áreas produtoras do Brasil nesta semana.

Ainda há risco para formação de nuvem de poeira no interior do Brasil

No último domingo moradores do interior paulista observaram a formação de uma nuvem de poeira sobre vários municípios e tudo isso ocorreu justamente sobre as principais áreas produtoras de cana-de-açúcar no norte de São Paulo e até o Triângulo Mineiro.

Isso se deve a combinação de nuvens carregadas que vieram com muita ventania e rajadas acima dos 90km/h, sobre um solo extremamente seco e com a recente colheita da cana-de-açúcar, ou seja, um solo desprotegido, castigado com diversas queimadas e formando assim muitas fuligens.

O fenômeno foi provocado pela frente de rajada, causada por uma instabilidade que se deslocava em direção à região. De acordo com informações do aeroporto, as rajadas de vento chegaram a 92km/h e umidade relativa do ar ficou em apenas 19%.

A tempestade de poeira ocorre quando ventos intensos levantam uma quantidade significativa de poeira do solo para atmosfera, podendo transportar essas partículas por grandes distâncias.

Abaixo você confere imagens do momento da tempestade de areia.

Tempestade pode voltar com força

Ainda existe a possibilidade de novos episódios com a formação de nuvens de poeira no interior do Brasil, principalmente entre o norte de São Paulo, áreas de Minas Gerais e também no Centro-Oeste, onde justamente o solo esta bastante seco. E mesmo que não venha a chover com grandes acumulados nesses próximos dias, a formação dessas nuvens de chuva virá com muita ventania, com rajadas que novamente poderão ultrapassar os 90km/h ao longo desta semana.

Ainda tem potencial grande para formação de tempestades principalmente entre São Paulo, no Sul de Minas Gerais, no Triângulo Mineiro e até no norte de MG, mesmo que seja uma chuva de baixos acumulados. E por falar em acumulado de chuva, para esta semana a expectativa é de mudança na gangorra da chuva, ou seja, agora a chuva volta a ganhar força nas áreas mais ao Sul do país e a expectativa até o dia 04 de outubro é de acumulados até acima de 130mm entre o norte do Norte do Rio Grande do Sul, região central de Santa Catarina e até em alguns pontos do sul do Paraná.

Enquanto isso entre o Sudeste e o Centro-Oeste também tem previsão de chuva, mas ao longo dos próximos dias o acumulado chega no máximo a 15mm, sendo assim essa chuva ainda não é o suficiente para aumentar a água disponível no solo e trazer segurança para o produtor rural destas regiões iniciaram o plantio da próxima safra de verão.

Assista abaixo o Boletim CLIMATEMPO 28 de setembro a 04 de outubro

Granizo destrói lavouras de café no Alto Parnaíba

Parecia neve! A forte chuva de granizo que caiu na tarde do último sábado (25) entre os municípios de São Gotardo, Campos Altos e Santa Rosa da Serra, em Minas Gerais destruiu lavouras de café da região.

Vídeos feitos por motoristas que trafegavam pela BR 354 mostram a intensidade do temporal. A chuva veio acompanhada de muito granizo. Um dos locais mais impressionantes foi na BR-354, próximo ao limite de três municípios: Campos Altos, Santa Rosa da Serra e São Gotardo.

Na rodovia, o gelo cobriu o asfalto de branco e foi possível ver a intensidade do fenômeno. Segundo os moradores, o maior volume de gelo caiu entre as cidades de Campos Altos e São Gotardo e a camada de gelo tinha mais de 4 centímetros, em alguns pontos.

Qual foi o motivo para ocorrência do fenômeno?

De acordo com a meteorologista Doris Palma, o principal ingrediente para a formação das nuvens carregadas estão associadas as temperaturas elevadas combinadas a umidade que vinha da Amazônia.

Veja abaixo imagens da chuva de granizo entre Santa Rosa da Serra e São Gotardo na tarde de 25 de setembro.

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® – Informação para quem produz

 
telegram agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados