Especialistas

Consumir Couve pode deixar cérebro 11 anos mais jovem, revela pesquisa

Consumir Couve pode deixar cérebro 11 anos mais jovem e isto significa mais agilidade de raciocínio, mais motivação, mais capacidade de memorização e de aprendizado.

O hábito de ingerir couve todos os dias pode deixar seu cérebro 11 anos mais jovem

Você sabia que a couve foi usada por egípcios e gregos antigos como medicamento para problemas estomacais e indisposição física? Rica em vitamina A, B6, C, K e cheia de minerais como o cálcio e ferro a couve ajuda a prevenir e combater diversas doenças. Ela possui ação vermífuga, ajuda a combater problemas do fígado e estômago, é muito aconselhada para amenizar a asma e bronquite e, possui ação laxativa.

Há pouco tempo a couve se tornou a queridinha das dietas. Ela é anti-inflamatória, cicatrizante, auxilia na absorção do cálcio e ainda tem poder desintoxicante. Os benefícios da verdura para o nosso corpo já estão claros, mas recentemente se descobriu que ela também faz bem para o cérebro!

Consumir Couve

Pesquisa

Um estudo recente realizado pela Universidade de Rush, nos Estados Unidos, indica que apenas uma porção por dia de folhas verdes escuras, como a couve, pode auxiliar no rejuvenescimento cerebral. A pesquisa foi realizada com 950 idosos que foram monitorados por um período de dois a dez anos quanto à sua alimentação e função mental.

A descoberta foi surpreendente: os participantes que comiam folhas verdes escuras (como a couve ou o espinafre) todos os dias tiveram um declínio mental em média 11 anos mais tarde do que aqueles que não consumiam estes alimentos. Isso acontecia independentemente de outros fatores que podem afetar a saúde mental, como nível de escolaridade, prática de exercícios físicos e histórico familiar de demência.

Além de tudo isto, a couve possui alguns compostos como os fenólicos que segundo pesquisas, tem sido eficaz em diminuir a multiplicação de células cancerígenas. Por ser pobre em calorias (100 gramas contém 25 kcal), a couve pode estar presente em dietas de restrições calóricas, cujo objetivo é emagrecer. No entanto, as couves podem causar flatulências ou gases em alguns indivíduos.

Caracterizada por possuir longas folhas comestíveis de formato oblongo e ondulado, que podem ser encontradas em tons de verde claro, verde escuro e até mesmo verde azulado, com limbo de aspecto frisado ou crespo, as couves são cultivadas por serem consideradas um alimento altamente nutritivo e cheio de propriedades medicinais.

Show não é mesmo?

Consumir Couve

Como consumir a couve

A couve pode ser incluída na dieta de várias maneiras: crua, cozida, em sucos ou como ingredientes de receitas de omeletes e tortas.

Os sucos são poderosos tônicos que atuam como vermífugos e que podem ser utilizados antes ou depois da prática de atividades físicas. Podem ajudar também contra a bronquite, a tosse crônica e a asma, mas desde que sejam combinados com os ingredientes corretos.

As couves se adaptam muito bem em climas frios e amenos, onde a temperatura esteja em torno de 15 a 25 graus Celsius, e não suportam altas temperaturas. Elas são cultivadas durante todo o ano no Brasil e a espécie mais comum encontrada aqui é a couve-manteiga, que possui folhas lisas, de coloração verde claro e levemente ondulada.

Muito apreciada na culinária, as couves compõe diversos pratos típicos. Estão presentes em saladas, refogados, sucos, como também em diversas receitas tais como sopas, caldos, molhos, recheios, entre outras. Quando consumidas cruas, como nas saladas, as couves devem ser devidamente limpas, a fim de remover quaisquer micro organismos causadores de doenças que estejam ali. Para os que preferem cozinhá-la e refogá-la, o ideal é que ela fique menos tempo possível no fogo, em torno de 30 segundos, pois a couve tende a ficar muito escura e com um sabor desagradável quando expostas muito tempo sob o calor do fogo. E este tempo de 30 segundos não altera muito suas propriedades nutritivas e medicinais.

Para manter a couve em ótimas condições até que se possa consumi-las, o ideal e guardá-las na geladeira, em um saco plástico contendo alguns furos. Outro ponto importante a que você deve prestar atenção: quando as folhas estiverem ficando amareladas, a couve já está ficando imprópria para consumo. Então, nestes casos, é melhor evitar.

Confira os Mitos e Verdades sobre a couve

A couve é um alimento amado para quem procura uma vida mais saudável e toma os chamados “sucos detox”. Porém, ao mesmo tempo, ela também aparece na feijoada e tem tanta proteína que serve até para substituir a carne. Descubra mais no Mitos e Verdades!

Você gosta de couve? deixe seu comentário…

  • com informações de Sabedoria Pura

AGRONEWS – Informação para quem produz

 
telegram agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados