Mercado Financeiro

Produção de ovos de consumo aumentou 1,15% e a de ovos férteis recuou quase 1% no primeiro semestre/2021

Os dados mais recentes do IBGE levam à constatação de que no primeiro semestre de 2021 a produção brasileira de ovos de galinha aumentou 0,74%, ficando pouco acima de 1,966 bilhão de dúzias

Porém, esse incremento foi garantido apenas pelos ovos de consumo, cuja produção aumentou 1,15% no semestre e se aproximou do 1,6 bilhão de dúzias, correspondendo a 81,12% do total produzido (80,80% no 1º semestre de 2020).

Em outras palavras, a produção de ovos férteis, com perto de 4,5 bilhões de unidades (média mensal de 742,3 milhões), recuou 0,98%, sua participação caindo de 19,20% (1º semestre de 2020) para 18,88% neste ano.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Notar, neste caso que, vinda desde abril, a redução na produção de ovos férteis está ligada aos custos de produção de frangos e poedeiras, cuja manutenção tornou-se inviável devido ao elevado preço do milho (a queda na produção de fevereiro, tanto de ovos férteis como de consumo, é apenas aparente, pois em 2021 o mês teve um dia a menos que em 2020, ano bissexto).

Por Avisite

AGRONEWS® – Informação para quem produz

 
telegram agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados