fbpx
conecte-se conosco

Mundo Animal

Entenda a importância da vacinação para os pets e como proceder

Publicado

em

vacina,cachorro,agronews

Segundo especialista da DogHero a proteção é tanto para a saúde do animal de estimação como da família

Pais e mães de pets precisam estar cada vez mais conscientes de que a vacinação tem como objetivo tanto proteger o animal de estimação, como também as pessoas contra os agentes circulantes de doenças infecciosas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A médica veterinária Thais Matos, especialista da área de Confiança & Segurança da DogHero, maior empresa de prestação de serviços para animais de estimação da América Latina, explica sobre a importância da vacinação para a preservação da saúde e uma melhor qualidade de vida do pet e dos tutores.

Para cuidar dos felinos

vacina,cachorro,agronews

A especialista menciona que o cuidado com a saúde e o bem-estar dos gatos, começa aos 45 a 60 dias de vida do filhote, com a vacina múltipla felina (geralmente V3, V4 ou V5), seguida de 1 a 2 doses a cada 3 a 4 semanas e a vacina antirrábica, feita em dose única no 4º mês de vida do pet. A vacina V3, aplicada nos gatos, tem o objetivo de prevenir doenças como a rinotraqueíte (doença causada por um herpesvírus e que provoca alterações respiratórias), a calicivirose (doença viral, altamente contagiosa e provoca também alterações respiratórias) e a panleucopenia (doença viral que pode atacar o sistema gastrointestinal e ser fatal).

Já a V4 engloba todas da V3 e mais a clamidiose (infecção bacteriana que atinge principalmente os olhos dos gatos). A vacina V5, por sua vez, engloba todas da V4, mais a leucemia viral felina (doença causada por um vírus que atinge o sistema imune do pet debilitado, deixando-o mais suscetível a outras doenças. É uma doença incurável). Tanto a vacina múltipla como a da raiva devem ter reforço anual durante toda a vida do gato.

Para cuidar dos cães

Com os cães o cuidado já começa aos 45 dias de vida, com a vacina múltipla canina (geralmente V8 ou V10), seguida de 3 a 4 doses a cada 4 semanas. A vacina antirrábica é aplicada em dose única no 4º mês de vida. Segundo a especialista, essa programação pode variar. A vacina múltipla e a da raiva devem ter reforço anual durante toda a vida do cãozinho, assim como para os felinos.

A vacina V8 protege contra a cinomose (virose que pode provocar paralisia e até matar), a parvovirose (doença grave e potencialmente fatal que pode atacar o sistema gastrointestinal), a adenovirose tipo 2 (vírus que afeta o sistema respiratório podendo evoluir para uma pneumonia se não tratado a tempo), a parainfluenza (muito contagiosa e provoca problemas respiratórios), a hepatite infecciosa canina, a coronavirose ou gastroenterite contagiosa canina (infecção aguda que afeta o sistema gastrintestinal dos cães) e dois tipos de leptospira, bactéria causadora da leptospirose (atinge gravemente rins e fígado, e pode facilmente ser transmitida para humanos). A vacina V10 engloba todas da V8 e ainda mais dois tipos de leptospira.

Outro ponto de atenção é que mesmo em viagens curtas, os tutores precisam apresentar a carteira com as vacinas do pet em dia. Inclusive, para frequentar creches e hospedagens , que são opções de serviço especializadas para auxiliar na rotina de pais e mães de pets, que em algum momento tenham a necessidade se ausentar e não tenham com quem deixar o seu animal de estimação.

Por isso, mantenha a carteira de vacinas em dia e acompanhe de perto, com um veterinário, a saúde do seu pet. Mas e se a vacina for atrasada mesmo assim? Nesse caso, procure imediatamente o médico veterinário de sua confiança. É preciso estar atento aos riscos, pois deixar a vacinação de lado deixa o pet vulnerável a doenças graves e fatais.

Cabe apenas ao médico veterinário recomendar qual o momento ideal da vacinação e contra quais doenças o animal deve ser imunizado. Nenhum tipo de remédio deve ser administrado ao seu animalzinho sem a recomendação de um médico veterinário. Pensando em facilitar a vida da mãe e pai de pet e preservar a saúde dele, evitando exposições desnecessárias, existe hoje em dia, em algumas localidades, a opção de contratar veterinários sem precisar sair de casa . O animalzinho pode ainda ter necessidades especiais que dificultam o transporte (por exemplo, não enxergar ou, ser idoso) ou sofrer de uma doença que necessite de acompanhamento/tratamento constante, por isso a consulta em domicílio é importante e segura para todos.

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
Clique para comentar

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Vamos entender porque os gatos caem em pé

Publicado

em

vacina,cachorro,agronews

Venha entender o motivo desses lindos felinos caírem em pé

Os gatos tem a mania de cair em pé porque eles têm um apurado senso de equilíbrio que lhes permite fazer movimentos rápidos e girar o corpo para cair sobre as quatro patas. Para executar esse incrível malabarismo, o felino conta com grande sensibilidade dos receptores vestibulares que integram o labirinto, uma estrutura na parte interna do ouvido responsável pelo equilíbrio.

gato
Foto Internet

Sempre que o gato está numa posição desconfortável, ocorre um aumento de pressão nessa região, o que funciona como um alerta.

Essas mensagens são somadas às que são captadas pela visão do gato, é enviada para o sistema nervoso central (SNC), que a interpreta e manda vários sinais elétricos (sinapses) para o aparelho locomotor do felino, principalmente os músculos, o sistema nervoso então realizam uma série de movimentos instintivos, que fazem o corpo do animal recuperar o equilíbrio.

“O primeiro movimento é a rotação da cabeça na posição correta em seguida da rotação da porção superior do corpo. Por fim, há a rotação da parte inferior”, diz o veterinário Gelson Genaro, especialista em felinos da USP de Ribeirão Preto (SP).

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Além do nosso querido amigo e companheiro gato, outros membros da família desse felino, cito como exemplo leopardos e jaguatiricas, também são capazes da mesma proeza.

Interessante… Gostou desta matéria? Compartilhe com seus amigos!

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/a-curiosidade-matou-o-gato/

Por Victor Delgado – AGRONEWS com informações de Superinteressante

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo

Mundo Animal

Veja nomes para cavalos e éguas

Publicado

em

vacina,cachorro,agronews

Sabemos que encontrar um nome original, bonito e elegante é uma tarefa complicada, afinal é um nome que vamos repetir durante vários anos…

Se você decidiu adotar um cavalo e não sabe que nome vai dar, está com sorte. Aqui você encontra uma lista completa de nomes para cavalos machos e éguas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Como escolher os nomes

O cavalo é um animal nobre, gracioso e inteligente que não vai demorar para assimilar o seu novo nome. É também um animal de muitos costumes, por isso a repetição de seu nome será um fator chave. Ao contrário de outros animais, eles possuem uma sensibilidade especial na hora de compreender e se relacionar. É capaz de interpretar sentimentos e sensações humanas. Os cavalos também são capazes de sentir emoções como a tristeza, a felicidade e o medo.

https://agronews.tv.br/saiba-como-evitar-as-estereotipias-em-equinos/

Na hora de escolher o nome do seu companheiro equino, tenha em conta essas recomendações:

  • Escolha um nome fácil de lembrar;
  • Deve soar bem, ter uma pronúncia clara;
  • Não utilize um nome que possa confundir o animal.

Nomes para cavalos macho

Veja a seguir uma lista completa de nomes para os machos:

  • Galã
  • Ambicioso
  • Angus
  • Lucky
  • Impetuoso
  • Tremor
  • Corvo
  • Kentucky
  • Zorro
  • Sultão
  • Patife
  • Valente
  • Guloso
  • Tormento
  • Michigan
  • Encantador
  • Arthur
  • Talentoso
  • Bandolero
  • Coral
  • Tzar
  • Antenor
  • Trono
  • Buenaventura
  • Donatelo
  • Sargento
  • Raio
  • Atrevido
  • Genovevo
  • Macário
  • Fervoroso
  • Carbonero
  • Chocolate
  • Macedônio
  • Vicário
  • Charles III
  • Joaquim
  • Tro
  • Nicanor
  • Niceto
  • Odón
  • Relâmpago
  • Pio
  • Elegante
  • Pompeu
  • Jade
  • Ohio
  • Silvestre
  • Simão
  • Victoriano
  • Pegaso
  • Camarão
  • Rubi
  • Diretor
  • Zafiro
  • Poderoso

Nomes para éguas

Esperamos que você encontre, nessa lista um nome com o qual se identifique:

  • Celeste
  • Dama
  • Canela
  • Califórnia
  • Cleópatra
  • Imperatriz
  • Sapeca
  • Puma
  • Cadabra
  • Kiara
  • Esmeralda
  • Cigana
  • Guapa
  • Granada
  • Belga
  • Favorita
  • Muchacha
  • Sinhá
  • Revelação
  • Revanche
  • Sereia
  • Canção
  • Bailarina
  • Garota
  • Morena
  • Única
  • Angel
  • Hera
  • Alabama
  • Nebraska
  • Turquesa
  • Triana
  • Altagracia
  • Benilde
  • Amatista
  • Impetuosa
  • Fera
  • Cayetana
  • Davina
  • Dionisia
  • Dorotea
  • Fortunata
  • Genara
  • Azahara
  • Tormenta
  • Athenea
  • Kenia
  • Feiticeira
  • Libia
  • Arkansas
  • Ágata
  • Indiana
  • Vera
  • Arizona
  • Victoria
  • Dakota
  • Diana
  • Baviera
  • Genoveva
  • Getrudis
  • Gracia
  • Laureana
  • Loreta
  • Rosa negra
  • Máxima
  • Parda
  • Petra
  • Priscila
  • Tadea
  • Esperanza
  • Verísima
  • Frida
  • Strella
  • Duquesa
  • Bruja
  • Amália
  • Pandora
  • Channel
  • Geada
  • Encantada
  • Lenda
  • Nobreza
  • Luna
  • Pérola
  • Paixão
  • Relíquia
  • Aguamarina

Nomes de cavalos de filme

cavalo
  • Tornado: Do filme “A Máscara do Zorro”, de 1998. O cavalo Tornado é o companheiro do herói Zorro e com ele passa por várias aventuras.
  • Jolly Jumper: Dos filmes “Lucky Luke” e “Lucky Luke 2”, de 1990 e sua última versão de 2009. O cavalo é o grande companheiro do caubói Lucky Luke. Ele além de expressar seus pensamentos, ainda conversa e ajuda seu amigo com suas ideias brilhantes.
  • Aquilante: Do filme “O Incrível Exército de Brancaleone”, de 1966. Comédia italiana que faz referência do cavalo Rocinante de Don Quixote. Esse cavalo é diferente dos outros, pois não demonstra uma postura valente, pois tem um jeito ingênuo e atrapalhado.
  • O Negro: Do filme “O Corcel Negro”, de 1979. O cavalo O Negro impressiona pela sua valentia e velocidade. Ele consegue enfrentar vários desafios junto ao seu companheiro.
  • Maximus: Do filme “Enrolados”, de 2010. O cavalo persegue os vilões do filme, é valente, luta com espadas e possui um carisma único dentro da história.
  • Smoky: Do filme “Dívida de Sangue”, de 1966. O tutor do cavalo era um personagem bêbado e o ator Lee Marvin fez muito sucesso pela sua atuação. Ao ganhar o Oscar de melhor ator, ele ofereceu seu prêmio ao companheiro cavalo que também pareceu atuar muito bem no filme.

Nomes de cavalos de famosos

Se você quer fazer uma homenagem a um equino famoso, recomendamos esses nomes famosos:

  • Bucéfalo: Cavalo de Alexandre, o Grande (Rei da Grécia antiga, herói da época);
  • Marengo: Cavalo de Napoleão Bonaparte (Imperador francês, um dos líderes de Revolução Francesa);
  • A Égua Babieca: Cavalo do El Cid Campeador (Rodrigo de Vivar- guerreiro da Espanha);
  • Pégasus: Cavalo de Zeus (Na Grécia Antiga, era considerado o Pai dos Deuses);

Por Agronews – com informações de Perito Animal

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo

Mundo Animal

Câncer de mama em cães: uma doença silenciosa e comum

Publicado

em

vacina,cachorro,agronews

O câncer é uma doença que aflige não só seres humanos, mas também nossos amigos de quatro patas. Em outubro, a campanha a respeito da conscientização para diagnóstico e prevenção da doença deve ser lembrada também para os cães, dado que o câncer de mama em cachorro atinge quase metade desses pets.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Portanto, atente-se quanto à própria saúde e a saúde do seu amigo de estimação. Assim, você oferece toda a qualidade de vida necessária para que o cãozinho viva por muitos anos.

Câncer de mama em cachorro: mais comum do que em mulheres

vacina,cachorro,agronews
Crédito: Agronews

Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o câncer de mama em cachorro atinge pelo menos 45% das cadelas. No caso das gatas, a doença atinge pelo menos 30%. Além disso, a maioria dos casos são malignos. Sendo assim, essa é uma doença que precisa de cuidados e, principalmente, de um diagnóstico precoce a fim de tratar o problema o quanto antes. Aliás, não só cadelas e gatas podem sofrer do câncer de mama, a doença também pode afligir os cães e gatos machos.

Um mês de reflexão e cuidados

A fim de conscientizar mulheres e homens no país inteiro, o mês de outubro deve ser lembrado para os cuidados na região mamária. Portanto, como a doença não atinge só humanos, mas também outros pets mamíferos, é importante fazer o diagnóstico e observar também a saúde do amigo de quatro patas.

Sintomas e prevenção da doença

O câncer de mama em cachorro pode não provocar reações no cão (apatia, vômitos, febre ou mudança no apetite). Isso pode ser muito perigoso, dado que é uma doença silenciosa e que avança rapidamente.

Nesse caso, o principal sintoma do câncer de mama em cachorro está no crescimento de um nódulo na região mamária. Portanto, ao fazer o autoexame, a fim de se prevenir e perceber possíveis tumores, também verifique a presença de um caroço na mama do cachorro.

Leia Cachorro de fazenda: conheça 6 raças ideais

Além de caroço, se o pet estiver com a região das mamas avermelhadas, inchadas, dilatadas, com secreção e/ou odor desagradável, é importante ficar atento. Esses podem ser sintomas de câncer de mama em cadelas.

Vale ressaltar que, a castração nas fêmeas ajuda a reduzir o risco de apresentar tumor. Se o procedimento for realizado após o primeiro cio, chega a reduzir para 96%.

Causas do câncer de mama

A causa do câncer de mama é multifatorial, envolvendo a participação de componentes genéticos, hormonais, nutricionais e ambientais. Além disso, o crescimento desordenado das células mamárias também pode ser o motivo pelo qual o câncer se desenvolve.

No entanto, como as mamas dos cães machos também produzem hormônios, como estrógeno e progesterona, mesmo em menor quantidade, eles estão sujeitos ao câncer de mama em cães. Por isso, é extremamente necessário fazer a prevenção em ambos os pets, mesmo sendo um tumor raro.

Além de tais causas, outros motivos comuns para o câncer de mama em cadela está a gravidez psicológica. Medicamentos hormonais, como anticoncepcionais e alguns tipos de suplementos também pode causar o desenvolvimento da doença.

Cadelas que já foram ou são obesas têm maiores riscos de desenvolver câncer de mama. Além disso, outros fatores, como idade avançada, também podem causar a doença.

Tratamento

O tratamento do câncer em cães deve ser acompanhado de um veterinário, que fará o diagnóstico com exames clínicos na mama, além de exames como citologia aspirativa do nódulo. Lembre-se de fazer o acompanhamento com o especialista, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura!

Em caso de tumor maligno a mascote precisa passar por alguns exames, como tomografia, radiografia, ultrassom e de sangue, para melhor escolha de tratamento. Assim como mulher, as fêmeas também podem fazer quimioterapia.

No entanto, antes é feita uma biópsia, uma tomografia e uma ultrassonografia na cachorra com câncer de mama a fim de verificar o estágio da doença.

Não deixe de levar o pet ao veterinário para um check-up periodicamente. Assim, além de câncer, o especialista pode verificar possíveis predisposições e tratá-lo o quanto antes.

Fonte: Petz

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo


Tendências