Gasolina registra alta de 1,6% em novembro, diz Ticket Log

Gasolina registra alta de 1,6% em novembro após cinco meses de queda, segundo a Ticket Log

Média do etanol também sofreu aumento, de quase 2%. A Região Norte apresentou os maiores valores para os dois combustíveis.

Após quedas consecutivas registradas entre os meses de julho e outubro, a gasolina apresentou alta de 1,6% no fechamento de novembro nos postos brasileiros. É o que aponta o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). De acordo com o índice, o litro do combustível passou de R$ 5,24 no mês anterior, para R$ 5,32.

“Em novembro, todas as regiões brasileiras apresentaram aumento no preço médio da gasolina, sendo o mais expressivo no Sul, de 4%. Já o etanol teve aumento em três regiões, com destaque para o Centro-Oeste, com acréscimo de 6,8 %, conforme o último levantamento da Ticket Log”, comenta Douglas Pina, Diretor-Geral de Mobilidade da Edenred Brasil.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O preço médio mais alto para a gasolina foi registrado nos postos do Norte, a R$ 5,47, ainda assim é o menor aumento entre as regiões, de 0,7%. Já o combustível mais barato foi encontrado no Sudeste, que apresentou acréscimo de 1,49%, em comparação a outubro e chegou a R$ 5,12.

Na análise por Estados, apesar da redução de 0,37%, Roraima registrou a gasolina mais cara, a R$ 5,88 o litro. Já o Rio Grande do Sul foi o Estado que apresentou o combustível mais em conta, a R$ 5,01, mesmo diante da alta de 3,53%.

Ainda sobre a gasolina, o Estado que apresentou maior acréscimo no preço médio em comparação ao mês de outubro foi Goiás, que passou de R$ 4,93 para R$ 5,18 após alta de 4,96%. O Amazonas, por sua vez, teve o menor incremento, de 2,57%, com o combustível passando de R$ 5,207 para R$5,073.

Em relação ao etanol, Centro-Oeste, Sudeste e Sul apresentaram altas de 6,80%, 5,70% e 4,54%, respectivamente. No Centro-Oeste, região com a maior alta, o combustível passou de R$ 3,69 em outubro para R$ 3,94 em novembro. Já o Norte, apesar da queda de 1,20% no valor médio do etanol, tem o combustível mais caro do país, a R$ 4,62. O Nordeste também registrou queda no preço do combustível, de 0,10%, que foi encontrado nos postos as R$ 4,17.

Ao analisar os Estados, foi constatado que, assim como com a gasolina, Roraima possui o maior preço médio para o litro do combustível, que foi encontrado a R$ 5,34, apesar da redução de 0,13% no valor em comparação a outubro. Já a Paraíba é o estado com o etanol mais barato, a R$ 3,62, mesmo com o aumento de 2,95%.

Goiás se destacou no levantamento como o maior aumento (+9,83%) entre todos os estados, com o combustível passando de R$ 3,480 para R$ 3,822, enquanto Sergipe apresentou a maior redução, de 6,04%, indo de R$ 4,186 para R$ 3,933.

“Mesmo que o etanol seja o combustível mais vantajoso apenas na Bahia, Paraíba, Goiás e Mato Grosso, é a opção mais viável ecologicamente para abastecimento. Por ser um produzido a partir da cana-de-açúcar ou milho, o etanol é capaz de reduzir consideravelmente as emissões de gases responsáveis pelas mudanças climáticas”, finaliza Pina.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *