Inmet completa 107 anos

Missão do órgão é gerar informações meteorológicas e climatológicas confiáveis ao setor agrícola e à sociedade.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), completou 107 anos nesta sexta-feira (18). Ao longo de sua história, o Inmet vem prestando serviços de apoio à agricultura. Atualmente, por exemplo, o instituto trabalha no desenvolvimento de um aplicativo com informações meteorológicas para atender à demanda específica do produtor rural. “Essa é prioridade de nossa gestão”, diz o diretor do Inmet, Francisco de Assis Diniz.

Em breve, o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) deverá inaugurar o Centro de Dados Climáticos do Inmet, em Brasília, que conta com um acervo de dados meteorológicos dos últimos cem anos. O centro funcionará num prédio construído para armazenar documentos originais, de diversos formatos, que preservam a memória do clima do Brasil. O Inmet também está desenvolvendo o Projeto de Recuperação Digital de Dados Históricos, que agregará à base de dados meteorológicos de aproximadamente 12 milhões de documentos antigos.

Com isso, o Inmet terá uma base de dados de qualidade contendo os registros meteorológicos arquivados em forma digital. O Banco de Dados Meteorológicos do Inmet, existente há 20 anos, vem incorporando essas informações, digitalizadas em seu acervo.

Previsão do tempo e do clima

O Sistema de Coleta e Distribuição de Dados Meteorológicos do Inmet (temperatura, umidade relativa do ar, direção e velocidade do vento, pressão atmosférica, precipitação, radiação solar entre outras variáveis) é dotado de estações de sondagem de ar superior (radiossonda); estações meteorológicas de superfície, algumas centenárias; e a maior rede de estações automáticas da América do Sul.

A rede de estações meteorológicas automáticas teve início no ano 2000 e usa o que há de mais moderno internacionalmente. Os dados coletados por essa rede são disseminados, gratuitamente, em tempo real, na página http://www.inmet.gov.br, e têm aplicação em todos os setores da economia, de modo especial no setor agropecuário e em apoio às ações de defesa civil.

OMM

O Inmet representa o Brasil na Organização Meteorológica Mundial (OMM). Por delegação da OMM, o Inmet é responsável pelo tráfego das mensagens coletadas pela rede de observação meteorológica da América do Sul e os demais centros meteorológicos que compõem o Sistema de Vigilância Meteorológica Mundial.

Ainda por designação da OMM, o Brasil, por meio do Inmet, é sede do Centro de Sistema de Informação Mundial (GISC, na sigla em inglês), integrante do principal núcleo do novo Sistema de Informação da OMM (WIS, na sigla em inglês). O WIS é resultado da evolução do Sistema Mundial de Telecomunicações (GTS).

Estrutura e as atribuições

A estrutura organizacional do Inmet contempla sua sede, em Brasília, com quatro coordenações e dez Distritos de Meteorologia, distribuídos estrategicamente nas capitais, com o propósito de estabelecer parcerias e melhor atender aos usuários.

São atribuições e responsabilidades do Inmet: elaborar e divulgar, diariamente, em nível nacional, a previsão do tempo, avisos e boletins meteorológicos especiais; promover a execução de estudos e levantamentos meteorológicos e climatológicos aplicados à agricultura e outras atividades correlatas; elaborar a previsão climática sazonal; acompanhar a evolução dos fenômenos climáticos El Niño/ La Niña; coordenar, elaborar e executar programas e projetos de pesquisas agrometeorológicas; monitorar a variabilidade e as modificações climáticas e ambientais; coordenar e operar as redes de observações meteorológicas e de transmissão de dados, inclusive aquelas integradas à rede internacional; propor a programação e acompanhar a implementação de capacitação e treinamento de recursos humanos, em atendimento a demandas técnicas específicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.