Ipem-MT lança projeto de aferição de medidores de umidade de grãos de 10 a 13 de agosto em Primavera do Leste

O laboratório irá atender de 10 a 13 de agosto, no Sindicato Rural do município de Primavera do Leste com o “projeto de aferição de medidores de umidade de grãos”

Técnicos do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT) irão montar um laboratório para efetuar a aferição de medidores de umidade de grãos no Sindicato Rural de Primavera do Leste. A ação descentralizada ocorrerá de 10 a 13 de agosto.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O projeto piloto será realizado em parceria entre o Ipem-MT/Inmetro, Associação dos Produtores de soja e milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e Sindicato Rural de Primavera do Leste.

De acordo com o presidente do Ipem-MT, Bento Bezerra, a iniciativa tem como finalidade facilitar a conferência dos equipamentos dos produtores de milho, soja, café e arroz que estão no interior do Estado, em atendimento aos requisitos do Regulamento Técnico Metrológico (RTM) aprovado pela Portaria Inmetro nº 402 de 2013.

“Essa ação diferenciada foi montada para realizar a conferência das máquinas e também orientar os produtores sobre quais os procedimentos adotados e esclarecer as normas estabelecidas pelo Inmetro. Queremos ajudar o produtor, não puni-lo”, ressalta Bezerra.

graos

O laboratório volante contará com estufa, incubadora, classificador de sementes, grades de pré-limpeza, balança de precisão e dois medidores de umidade. A unidade terá capacidade de realizar até 10 medições com ensaios de verificação, a cada duas horas.

A recomendação é que o produtor leve o equipamento para a aferição portando CNPJ ou CPF. O equipamento deve estar registrado no Inmetro com o nome do produtor. Será cobrada taxa de R$ 407,04 estabelecida na tabela do Inmetro.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, o objetivo é alavancar as atividades agrícolas. “Criamos a primeira aferição de medidores de umidade em campo para auxiliar o produtor. Ter um equipamento dentro dos padrões estabelecidos é levar resultado justo e confiável para quem compra e vende grãos. Por isso, aconselhamos que cada produtor tenha equipamento próprio e dentro da lei”, assinala.

O projeto deve ser estendido a outros municípios ao longo desse semestre. A aferição dos medidores de umidade é feita uma vez ao ano.

AGRONEWS – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.