IPPA se mantém estável

Em julho, o IPPA/CEPEA (Índice de Preços ao Produtor de Grupos de Produtos Agropecuários), em termos nominais, se manteve praticamente estável frente ao de junho (-0,1%)

O resultado esteve atrelado ao contrabalanceamento das variações dos Índices de grupos de alimentos. Por um lado, o IPPA-Grãos e o IPPA-Cana-Café recuaram, respectivamente, 4,1% e 0,5%; por outro, verificaram-se avanços no IPPA-Pecuária e IPPA-Hortifrutícolas, de 4,6% e 19,3%, respectivamente. O resultado observado para o IPPA-Pecuária se deveu à alta dos preços nominais do leite, do suíno vivo e do boi gordo.

No caso do leite, que acumula valorizações consecutivas desde o início deste ano, o resultado se atribui à menor oferta no campo. Para os suínos, o baixo poder de compra da população impulsionou a demanda por animais vivos pelos frigoríficos.

No caso do boi gordo, apesar da elevação dos preços da arroba em relação a junho, pesquisadores do Cepea apontam que, na comparação anual parcial (de janeiro a julho), os valores estão inferiores aos de 2021, devido à baixa procura pela carne pela população brasileira.

Quanto aos hortifrutícolas, o resultado para o grupo se deve às elevações nos preços nominais da banana e da uva. Em ambos os casos, estão atreladas às baixas ofertas das frutas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Em relação ao IPPA-Grãos, o resultado advém das quedas observadas para o algodão em pluma, milho em grão, soja e trigo.

Em relação ao IPPA-Cana-Café, verificaram-se quedas nos preços de ambos os produtos que compõem este grupo. Na mesma comparação, o IPA-OG-DI Produtos Industriais, calculado e divulgado pela FGV, registrou queda de 0,52% – logo, de junho para julho, os preços agropecuários subiram frente aos industriais da economia.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.