Mandioca: menor oferta sustenta cotações

As cotações da mandioca seguem firmes, sustentadas pela menor oferta

Segundo colaboradores do Cepea, a disponibilidade das lavouras de segundo ciclo, sobretudo das cultivadas na segunda metade de 2020, tem diminuído a cada semana. Além disso, mandiocultores sinalizam a intenção de postergar a comercialização das lavouras mais novas até que a produtividade agrícola e o rendimento industrial aumentem. As chuvas registradas na maior parte das regiões produtoras também limitaram a oferta na última semana, visto que atrapalharam o avanço da colheita.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Assim, estimativas do Cepea apontam redução de 30% no volume de esmagamento das fecularias entre 30 de maio e 3 de junho. No mesmo período, o preço médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia subiu ligeiro 0,2% frente à média da semana anterior, para R$ 832,72 (R$ 1,4482 por grama de amido). Atualizada (deflacionamento pelo IGP-DI), essa média está 60% acima da observada no mesmo período do ano passado.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.