GeralNotícias

Manejo de pastagem aumenta rentabilidade de pecuaristas

Uso de tecnologias e a maneira correta de realizar o manejo da pastagem aumenta produtividade e qualidade para o gado

Uso de tecnologias e a maneira correta de realizar o manejo da pastagem aumenta produtividade e qualidade para o gado

A pastagem no Brasil representa 23% do território nacional e 74% da área agriculturável. E mesmo assim, 40% a 80% das 150 milhões de pastagens existentes estão em algum estágio de degradação.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O potencial genético do rebanho é extremamente importante na busca de melhores índices zootécnicos e maior lucratividade na pecuária. Contudo, independente do padrão genético do rebanho, um animal só expressará seu potencial de produção se for corretamente alimentado.

O aumento da produtividade através da pastagem é uma meta que vem sendo buscada cada vez mais. Isto fomenta que técnicos e pecuaristas procurem métodos de manejo que proporcionem estes incrementos.

Leilão online: Empresa em MT inova com transmissão ao vivo e interatividade

A Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba) oferta o Curso de Pós-graduação em Manejo de pastagem. Com duração de 1 ano, aulas ao vivo e apenas um encontro presencial ao final do curso, os conteúdos são alinhados às técnicas, tecnologias e tendências da atualidade. O investimento para realizar o curso é de 12 parcelas de R$ 299,00. As aulas iniciam no dia 23 de março.

O Curso é coordenado pelo Dr. Rayner Sversut Barbieri, doutor em Sistemas de Produção, mestre em Agronomia e zootecnista pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Rayner é professor dos cursos de Agronomia e Zootecnia da Fazu, ministrando disciplinas de Bovinocultura, Forragicultura e Nutrição Animal e Pastagens e Plantas Forrageiras.

Atua como consultor, desde 2013, em confinamento de bovinos de corte e manejo da pastagem. Como pesquisador, sempre trabalhou com assuntos relacionados à conservação do solo, recuperação de pastagens e custos relacionados à bovinocultura.

As aulas contemplam as seguintes temáticas aplicadas as pastagens: formação, recuperação e renovação; correção e adubação de solo; manejo do pastejo; irrigação da pastagem, controle de pragas e plantas invasoras; qualidade das forrageiras; planejamento alimentar; sistemas de produção de leite a pasto; sistemas de produção de bovinos de corte a pasto; sistemas de produção de caprinos e ovinos a pasto; condução de projetos para sistemas de produção em pasto.

Por Fazu

AGRONEWS – Informação para quem produz

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados