Mercado FinanceiroDestaqueNotícias

Mercado do arroz 04 de janeiro 2023

Oferta de arroz pode ser a menor em 21 anos

O setor agrícola do arroz espera que o ano de 2023 siga com preços firmes, em linha com o observado no segundo semestre de 2022, fundamentados na menor oferta prevista para a atual temporada – o Brasil pode colher a safra mais baixa em 21 anos, o que, por sua vez, se deve à redução da área destinada à cultura.

Pesquisadores do Cepea ressaltam que o clima seco em partes da região Sul pode reforçar a queda na produção nacional, levando a colheita para o menor volume do século. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no Brasil, a produção da safra 2022/23 deve cair 3,81%, somando 10,38 milhões de toneladas. A diminuição na área é de 9,51%.

Em termos mundiais, dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) apontam queda de 2,3% na produção do arroz beneficiado na safra 2022/23 em relação à anterior, somando 503,3 milhões de toneladas.

Artigos relacionados

De acordo com a análise da retrospectiva 2022, “A estabilidade da oferta – devido à perda de potencial produtivo no Sul do Brasil –, o aumento da paridade de exportação, diante dos maiores preços externos, e o crescimento expressivo das exportações deram sustentação aos preços domésticos ao longo de 2022”.

Veja a tabela indicadora abaixo:

arroz

Por Daniele Balieiro com informações do Cepea

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo