Pedra de Fel Bovino, vale como ouro e tem poderes milagrosos

Pedra de Fel Bovino pode custar cerca de R$ 337 mil reais o quilo e possui poderes curativos milenares

Você sabia que cálculos biliares de boi, ou Pedra de Fel, como é conhecida aqui Brasil, valem muito dinheiro, praticamente como ouro? Além disso, essa pedra tem propriedades milagrosas que são muito utilizadas na medicina chinesa e podem até mesmo estimular a produção de pérolas em ostras? Louco isso não? Leia esta matéria especial e entenda o poder da Pedra de Fel Bovino.

A Pedra de Fel Bovino

Antes de prosseguirmos é importante saber que os cálculos biliares (Pedra de Fel Bovino) são depósitos minerais (e não de matéria orgânica) encontrados principalmente em vesículas biliar bovinas. Existem diferentes tipos de Pedra de Fel Bovino, dependendo de seu tamanho, forma e cor. E por isso cada uma delas tem valor comercial distinto e significativo.

Na China e no Japão tem sido usado há muito tempo para tratar várias doenças, incluindo febre alta, convulsão e derrame. O cálculo bovino às vezes é colhido quando os bois são abatidos. Suas vesículas biliares são retiradas, a bile é filtrada, e as pedras encontradas são limpas e secas. Os bezoares também podem ser removidos cirurgicamente por veterinários quando o gado que trabalha adoece. Nos países ocidentais, pela falta de conhecimento, eles geralmente são descartados. Seu equivalente na cultura védica é conhecido como Gorochana.

Pedra de Fel Bovino

Formas e cores

Os cálculos biliares se parecem como verdadeiras pedras de várias formas e cores. A forma de uma pedra é variável e depende de como ela foi formada, tornando-se esférica, oval, triangular, tubular ou irregular. Mas existem em sua classificação comercial são adotadas basicamente duas formas e cores principais, como podemos observar logo abaixo:

  • Formas: em forma de ovo ou em forma de pirâmide.
  • Cores distintas: marrom-laranja, ou marrom escuro perto do preto marrom.

Um detalhe interessante é que as Pedras de Fel Bovino podem ser tão grandes quanto um ovo de galinha (cujo peso pode chegar a 100g), mas uma pedra biliar média, que é mais provável a ocorrência, pode ser do tamanho de um ovo de pombo, pesando cerca de 10 gramas.

Uso e aplicações medicinais

Uma pesquisa realizada em 2014 pelos médicos David Wang e Martin C. Carey, e publicada na revista científica norte-americana World Journal of Gastroenterology, o uso da Pedra de Fel Bovino tem efeito de tranquilizante e sedativo, e além disso já é utilizado há pelo menos dois mil anos — com registros em livros chineses que datam de 200 a.C.

Suas propriedades integram remédios populares como o chamado “Bezoar Bolus for Ressurrection”, uma mistura de ervas e raízes que ajuda a tratar febre alta. A pesquisa aponta, ainda, que ele é eficaz no tratamento de doenças infantis.

Pedra de Fel Bovino - medicina chinesa

Na cultura védica, o Gorochan como é conhecido a Pedra de Fel Bovino, uma lenda diz que Indra uma vez lançou os cinco preciosos minerais: ouro, prata, coral, pérola, e safira ou turquesa, no grande oceano. Estes foram eventualmente consumidos por vários animais, que então formaram bezoares (cálculos biliares) dentro de seus corpos. Eles têm cores e potências diferentes com base no animal de onde se originam.

Reputadamente, Gorochana age como um antídoto para venenos, promove pensamentos claros e alivia febres e doenças contagiosas. As formas superiores, medíocres e inferiores dessas pedras têm a reputação de curar sete, cinco ou três pacientes que foram envenenados. Nas tradições médicas europeias medievais, os bezoares eram altamente estimados como antídoto para o envenenamento. Os “bezoares orientais” obtidos do Oriente eram particularmente valorizados. Na Índia, uma gota de Gorochana será dada junto com leite materno todos os dias do nascimento do bebê. Ajudará a aumentar tremendamente a clareza de voz para bebês.

Com tantas propriedades e uma vez que as Pedras de Fel Bovino são escassas, elas podem ser muito caros e bem valorizadas no mercado internacional. Outra aplicação seria para a indução da formação de pérolas em ostras.

Pedra de Fel Bovino

Mercado internacional

Em pesquisas na internet é possível encontrar sites especializados na compra de Ox Gallstones (Pedra de Fel Bovino) que pagam cerca de US$ 65 por grama, em conversão direta para nossa moeda brasileira o valor atualizado é de R$ 337,33 por grama. Ou seja, 1 quilo de Pedra de Fel Bovino é equivalente a cerca de R$ 337 mil reais.

O Serviço Agrícola Estrangeiro, do Departamento de Agricultura dos EUA compartilhou uma nota em 12 de março de 2020 sobre o mercado lucrativo de cálculos biliares de boi, veja abaixo.

As plantas de processamento de carne bovina dos EUA devem tomar nota do enorme potencial de exportação de um subproduto de gado, cálculos biliares de boi, para o mercado de Hong Kong. Cálculos biliares de boi estão em alta demanda na comunidade chinesa como um precioso remédio chinês à base de plantas. Eles são vendidos como cálculos biliares naturais ou combinados com outros ingredientes como um medicamento chinês proprietário. O preço de varejo das pedras de gail natural é tão alto quanto HK$19.000 por um tael, ou seja. US$ 65 por grama. Uma pequena pelota pesando três gramas custa cerca de US$ 195. Atualmente, há importadores de Hong Kong procurando suprimentos.

A nota completa pode ser lida clicando aqui.

Pedra de Fel Bovino

Onde está o maior mercado de Pedras de Fel Bovino no mundo?

Estima-se que, além da China continental, que responde por 80% de todo o mercado de cálculos biliares, Hong Kong, Taiwan e Japão, etc, ocupe o restante 20%. Portanto a China é o principal comprador de cálculos biliares de boi.

Diz-se que a demanda anual de cálculos biliares de boi para indústrias farmacêuticas chinesas é de 6.000 kg, uma quantidade que supera todo o suprimento de cálculos biliares de bois no mundo inteiro.

Pedra de fel no Brasil

O mercado brasileiro de pedra de fel tem sofrido um revés pelos preços pagos na China, onde muitos comerciantes tendem a vender para o mercado asiático. No Brasil a pedra de fel era por muitos anos ignorada e comercialmente era só usada no sul do Brasil, onde os cálculos biliares de bovinos são utilizados na manutenção de ostras mantidas em cativeiro. Tem se tornado muito comum o seu uso por criadores do litoral catarinense, pois a região está se tornando em um forte polo no mercado internacional de perolas.

Consolidação do mercado nacional

Assim como no caso Nióbio, que foi exaltado como uma fonte de riqueza e exclusiva do Brasil, em 2019, o presidente Jair Bolsonaro mencionou, em uma de suas lives nas redes sociais, outro item exótico da pauta de exportações que estaria precisando de mais atenção por parte do governo: o “cálculo renal de boi” (Pedra de Fel Bovino).

Tenho conversado com o Ministério da Agricultura, com a [ministra] Tereza Cristina, e foi resolvido isso aí. Quem matar boi, se o boi tiver cálculo renal, vai poder exportar. É caríssimo. Dinheiro que estavam jogando fora. Essas pedras aí fora tem utilidade para fazer remédio”, afirmou o presidente durante a live. Veja abaixo o trecho em que Bolsonaro faz o comentário.

Como podemos perceber, com os preços citados acima, ninguém mais joga essas pedrinhas no lixo. Todos os frigoríficos dispõem de uma espécie de cofre “boca de lobo”, dotado de uma peneira, em que o conteúdo da vesícula é despejado.

O conteúdo passa por um processo de filtragem onde as pedras que existem são coletadas, higienizadas e deixadas para secar, para então serem utilizadas terapeuticamente“, disse o especialista em medicina chinesa Reginaldo de Carvalho Silva Filho, presidente da Escola Brasileira de Medicina Chinesa (Ebramec) ao site Gazeta do Povo.

E haveria mesmo a necessidade de regulamentar as exportações, como foi aventado pelo presidente? Segundo o Ministério da Agricultura, o comércio dessas “pedras preciosas” já está plenamente formalizado e regulamentado. Os cálculos bovinos entrariam na lista de produtos de exportação sob a nomenclatura de “despojos”, que incluem outras partes do boi pouco consumidas no Brasil, mas valorizadas lá fora, como o sistema digestivo (omaso, retículo e rúmen), tendões, a artéria aorta e o vergalho (membro masculino do boi). Em 2010, os cálculos biliares bovinos foram o principal produto enviado pelo serviço Exporta Fácil, dos Correios, para o Japão e a China.

Para o professor e zootecnista Paolo Rossi Jr, do Centro de Informação do Agronegócio da UFPR, os exportadores não necessariamente seguem os caminhos oficiais. “É um mercado clandestino, não se sabe quem compra nem como essas pedras saem do país. Não temos dados sobre o volume disso. Os frigoríficos guardam essas informações a sete chaves”, sublinha.

pedra de fel bovino

Rossi já ouviu falar de aplicações afrodisíacas e medicinais das pedras vesiculares, mas acredita num outro destino mais provável: “De tudo o que ouvi até hoje, o que parece fazer mais sentido é que eles usam o cálculo para induzir em ostras a formação de pérolas. Faz sentido, afinal é um conglomerado mineral e a pérola não é nada mais do que isso, dentro de uma ostra”.

Achar as preciosas pedrinhas vesiculares bovinas tende a ser cada vez mais difícil. Setim Neto lembra que o cálculo biliar é uma doença que acomete indivíduos mais velhos. “Com a melhoria da produção dos bovinos, o animal vai ao abate mais cedo, para gerar uma carne mais macia. Estão, o giro da produção é menor e a probabilidade de desenvolver um cálculo também”, observa o empresário, que abate até 400 bovinos por dia em seu frigorífico na região de Curitiba. “As pedrinhas são vendidas a cada seis meses ou um ano, de tão pouco que é”, acrescenta.

Mercado clandestino

Assim como acontece em alguns comércios de pedras preciosas, devido ao valor da pedra e a forma como ela extraída, podem acontecer infrações no processo de comercialização deste tipo de item. Não é raro neste caso que vejamos estampados nos noticiários roubos relacionados a Pedra de Fel Bovino. Veja abaixo exemplo acontecido hoje mesmo(18) no município de Rondonópolis-MT e noticiado pelo G1.

Funcionário de frigorífico é preso por furtar ‘pedras fel’ avaliadas em R$ 103 mil

Suspeita é de que ele tenha lucrado cerca de R$ 300 mil com a venda de cálculos biliares.

O funcionário de um frigorífico de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, foi preso, nesta quinta-feira (18), suspeito de furtar cálculos biliares dos animais abatidos.

Com ele, foram apreendidos US$ 20 mil – o equivalente a R$ 103 mil, na cotação atual – em pedras, que se formam na vesícula do gado.

Pedra de Fel Bovino- roubo
Polícia apreendeu 43 gramas de cálculos biliares — Foto: Polícia Civil/Cedida

Segundo a polícia, as pedras valem mais do que ouro e são muito valorizadas no mercado internacional por serem usadas na fabricação de medicamentos para induzir a formação de pérolas em ostras.

Com ele, a polícia apreendeu 43 gramas do material e diversas facas e utensílios utilizados na extração das pedras, que foram devolvidas à empresa.

No interrogatório, ele confessou a prática desse crime outras vezes. Só nessa estimativa, já são cerca de R$ 300 mil que ele acabou de furtar do frigorífico em cálculos biliares”, disse o delegado Fábio Nahas.

Enfim, como podemos ver neste artigo, a Pedra de Fel Bovino é realmente uma pedra preciosa e que precisa de mais atenção. Mato Grosso possui o maior rebanho bovino do Brasil – com mais de 33 milhões de animais, imagina o tamanho do potencial deste mercado de cálculos biliares bovinos. Vamos ficar atentos e mantê-los informados sobre este tema.

Por: Vicente Delgado – AGRONEWS®

One thought on “Pedra de Fel Bovino, vale como ouro e tem poderes milagrosos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.