Pintos de corte: volume do 1º semestre recua 3%

Mantendo, praticamente, o mesmo volume do mês anterior (redução de 0,22%), em junho passado a produção brasileira de pintos de corte somou 556,6 milhões de cabeças, volume que representou redução de quase 2% sobre o mesmo mês de 2021 e que correspondeu ao sétimo mês consecutivo de variação anual negativa

Em 12 meses (julho de 2021 a junho de 2022), a variação positiva em relação ao mesmo mês do ano anterior só ocorreu em duas ocasiões: agosto e novembro de 2021.

Com tal desempenho, o volume acumulado no primeiro semestre de 2022, da ordem de 3,312 bilhões de cabeças, ficou 3% aquém do registrado no mesmo semestre de 2021. Em relação ao primeiro semestre de 2020, ocasião em que a produção foi duramente afetada com o surgimento da pandemia, o aumento neste ano não chega a 1%.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O total produzido nos 12 meses encerrados em junho de 2022 ficou próximo dos 6,829 bilhões de cabeças, recuando 1,84% em relação a idêntico período anterior. Mantido o mesmo índice de redução no corrente semestre, a produção de pintos de corte do presente exercício ficará aquém dos 6,8 bilhões de cabeças, menor resultado dos últimos três anos.

Por Avisite

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.