Notícias

Polícia desarticula quadrilha que agia em MT e recupera 292 cabeças de gado nelore

Uma organização criminosa que aplicou golpe de mais de R$ 2 milhões na compra de gado Nelore PO (puro de origem) com cheques sem fundos foi desarticulada em investigações comandadas pela Delegacia da Polícia Civil de Nova Canaã do Norte e apoio operacional do Grupo Armado de Resposta Rápidas (Garra) de Alta Floresta, Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Polícia Civil do município de Morrinhos (GO).

A operação denominada “Stellionatus Pecus”, realizada entre ontem e hoje, na cidade de Morrinhos, em Goiás, leva exatamente o nome do crime praticado pela quadrilha, que deu prejuízo efetivamente a quatro proprietários de fazendas dos municípios de Nova Canaã do Norte, Monte Verde, Carlinda e Colíder, que denunciaram a venda do gado sem recebimento do pagamento.

A investigação resultou na recuperação de 292 cabeças de gado furtadas pela quadrilha, das quais 192 foram apreendidas na operação e 100 confiscadas por decisão judicial da comarca de Nova Monte Verde.

Ao longo da investigação, foi descoberto que 202 cabeças de gado foram levadas para a cidade de Morrinho (GO) e compradas por um homem de 51 anos pelo valor de R$ 195 mil, à vista, que posteriormente fez a revenda a outros produtores locais. “Todavia, não se descarta possível participação ou a má-fé de tais produtos”, afirma o delegado de Nova Canaã do Norte, Ruy Guilherme Peral da Silva.

O fazendeiro foi preso em Goiânia em cumprimento de mandado de prisão preventiva por suspeita de integrar a organização criminosa que aplicou golpes em propriedades de várias cidades do Norte, Sul e Leste de Mato Grosso (Nova Canaã do Norte, Colíder, Nova Bandeirantes, Apiacás, Primavera do Leste e Barra do Garças).

O gado, 192 reses bovina, produto de furto em Mato Grosso, foi apreendido em Morrinhos (GO), por determinação da Justiça de Mato Grosso, que expediu mandado de apreensão e sequestro, visando o ressarcimento às vítimas identificadas na investigação.

Um funcionário da fazenda pertencente ao suspeito foi autuado em flagrante na posse de uma espingarda calibre 32. No município de Morrinhos foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, em propriedades rurais.

O fazendeiro negou a participação nos crimes e alegou ser terceiro de boa-fé. Mas o delegado Ruy Guilherme acredita que “há, sim, fortes indícios de sua participação ante os elementos de informação já colhidos”.

Artigos relacionados
GeralNotícias

Gabriel Garcia Cid, pré-candidato à Presidência da ABCZ visita Mato Grosso

Notícias

Em reunião virtual com a Nelore, fundador da Spoleto reconhece erro na lacração da carne

Notícias

Revista Globo Rural incentiva "Segunda sem Carne" e Nelore Brasil repudia publicação

GeralNotícias

Nelore Brasil cobra do Bradesco comunicação eficaz sobre a produção de carne brasileira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.