Reposição: boi de reposição subiu em média, 1,1% no mês de agosto

Na maioria das praças pesquisadas, o mercado de reposição trabalhou em um compasso mais lento no final de agosto

A calmaria atingiu, principalmente, Tocantins, Goiás e Pará, estados onde os preços subiram bem nas últimas semanas do mês, afastando os recriadores e invernistas das negociações.

Diante desse cenário, as referências ficaram praticamente estáveis na comparação semanal. Na média de todos os estados e categorias aneloradas pesquisadas o ajuste foi de 0,2%.

Entretanto, na comparação mensal, houve valorizações mais intensas, consolidando a retomada do viés altista do mercado de reposição.

Desde o final de julho, na média de todos os estados e categorias aneloradas pesquisadas, as cotações subiram 1,1%.

As cotações firmes e em alta para a arroba do boi gordo ao longo do mês estimularam o giro da fazenda e aqueceram a demanda pela reposição do rebanho.

Desta forma, diante do cenário de pouca oferta, os preços dos animais de reposição ganharam força em agosto.

Por Marina Zaia/ Scot Consultoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.