Revista Globo Rural incentiva “Segunda sem Carne” e Nelore Brasil repudia publicação

Segundo a Nelore Brasil, publicação da Globo Rural foi considerada como um ataque ao agronegócio brasileiro. Globo Rural respondeu a nota de repúdio e a Nelore fez a sua tréplica não concordando com a justificativa (respostas no final desta matéria)

Poderíamos esperar tudo, mas não a revista Globo Rural fazer post que deprecia a carne bovina, um alimento nobre, saudável e essencial para as pessoas. A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil não podia ficar calada e expressa o seu profundo desapontamento com o desprezo da revista (que deveria defender o agro) aos pecuaristas brasileiros.“, escreveu Nabih El Aouar – presidente da Nelore Brasil.

Segunda sem carne

O movimento “Segunda sem carne” tem causado bastante alvoroço no setor de agronegócios do Brasil. Recentemente a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil – ACNB teve que se posicionar mais fortemente no caso da publicidade do Banco Bradesco, que lançou uma propaganda incentivando a redução do consumo de carne (Você pode ler a matéria completa clicando aqui).

Desta vez foi a Revista Globo Rural que fez uma publicação hoje (17) em seu Twitter, divulgando uma receita de salada colorida ideal para a “Segunda sem carne“, como podemos ver na publicação abaixo:

https://twitter.com/Globo_Rural/status/1483031846791356419

Como não poderia ser diferente, a publicação incomodou o setor da carne e fez novamente a Nelore Brasil se manifestar publicamente com uma nota de repúdio.

Carta aberta à Revista Globo Rural

O presidente da Nelore Brasil, Nabih El Aouar, escreveu em carta aberta ao editor chefe da revista Globo Rural dizendo sua profunda surpresa com a publicação. “Minha surpresa do simples fato de que um veículo que tem o seu principal público-alvo no agronegócio, ataca esse mesmo público sem nenhum motivo aparente, gratuitamente.“, explica Nabih no comunicado.

Poderíamos esperar tudo, mas não a revista Globo Rural fazer post que deprecia a carne bovina, um alimento nobre, saudável e essencial para as pessoas. A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil não podia ficar calada e expressa o seu profundo desapontamento com o desprezo da revista (que deveria defender o agro) aos pecuaristas brasileiros.“, lamenta Nabih.

Como informa o comunicado, a instituição não busca retratação ou explicação, mas sim um entendimento sobre o ataque gratuito ao setor da carne. “Não sou especialista em comunicação, mas sou (era) leitor da Globo Rural. Para mim, esta postagem não tem nenhum sentido.“, desabafa o presidente da Nelore Brasil.

Leia abaixo a nota de repúdio completa publicada na rede social da entidade.

Segunda sem Carne Globo Rural

Revista Globo Rural responde ao comunicado

O AGRONEWS entrou em contato com o editor chefe da Revista Globo Rural para mais esclarecimentos e foi informado que a resposta foi publicada no próprio post da Nelore Brasil, leia abaixo as suas considerações.

Caro senhor Nabih Amin El Aouar,
Globo Rural cobre o trabalho de grandes e pequenos produtores, de segmentos tão variados quanto horticultura e pecuária. Essa cobertura, iniciada há 36 anos (e que contribuiu para consolidar a imagem do agronegócio brasileiro como inovador e competitivo para milhões de pessoas), reforçou a conexão entre produtores e consumidores. Hoje, Globo Rural se relaciona com os mais diversos públicos. Todos têm o nosso respeito. Todos consomem agro.

Lamentamos que a publicação de uma receita culinária vegetariana tenha sido interpretada como ataque à pecuária brasileira, segmento de vital importância para a economia do país. A importância e o respeito que temos pelo setor são expressos diariamente em inúmeras reportagens publicadas sobre produção e consumo de carne. Entendemos, contudo, à luz de polêmicas recentes e à alusão da dieta na segunda-feira, que o atual contexto é de sensibilidade ao tema.

Reiteramos o nosso compromisso em praticar um jornalismo profissional a serviço da pecuária e do Brasil, para que o nosso país permaneça no topo do ranking internacional de produção agrícola.

Atenciosamente,
Cassiano Ribeiro
Editor-chefe
Revista Globo Rural

Nelore Brasil não aceita justificativa

Logo após a resposta publicada pelo editor chefe da Globo Rural, o presidente da Nelore Brasil fez sua tréplica e indagou novamente sobre a intenção da publicação, não pelo fato de ser uma receita de salada, mas sim por associar ao movimento “Segunda sem carne”. Além disso o presidente da Nelore aproveitou para convidá-lo à divulgar as boas informações do setor pecuário, sobre a produção a pasto (mais sustentável) e sobre a produção de carne de qualidade, entre outros temas ligados a sustentabilidade do setor.

Leia abaixo a tréplica da instituição:

Prezado senhor Cassiano Ribeiro,
Inicialmente gostaria de agradecê-lo pela sua resposta mas ainda não consigo entender a sua justificativa. Não posso entender como uma empresa jornalística voltada para o AGRO critica um dos principais segmentos deste setor que gera renda, emprego, divisas, alimento para a população brasileira e ainda dignidade para todos que fazem parte desta cadeia produtiva. Isso é uma indiferença ou um desrespeito à classe pecuária?

Se o Globo Rural desejasse apenas publicar uma receita culinária vegetariana como o senhor mesmo disse, não haveria a necessidade de anunciar “Segunda Sem Carne” mas poderia publicar simplesmente uma receita vegetariana para os adeptos desta alimentação e outra receita com carne para os apreciadores desta alimentação. Assim não seria mais justo e louvável para que o Globo Rural praticasse uma reportagem mais transparente, correta e merecesse o respeito dos pecuaristas brasileiros e dos apreciadores de carne vermelha e derivados?

Não somos mais os pecuaristas isolados, individualistas, sem força e sem interesse. Atualmente nos integramos e unimos num mesmo objetivo, o do crescimento, desenvolvimento, produtividade, sustentabilidade, bem estar animal e outros.

Ainda temos erros como também outros setores os têm mas desejamos muito corrigi-los. Portanto se desejam integrar com o nosso setor, estamos disponíveis: venham divulgar as boas informações do setor pecuário, sobre a nossa criação pecuária a pasto (mais sustentável), sobre a produção de carne de qualidade e muito mais. Dessa forma aprenderemos e cresceremos juntos. Mas não aceitaremos a forma atual das suas publicações como a Segunda Sem Carne, desejamos ser respeitados como respeitamos a todos. Somos pacíficos, trabalhadores e tementes a Deus, portanto desejamos Paz, Justiça e Prosperidade. Vamos em frente!!!

Atenciosamente,
Nabih Amin El Aouar
Presidente
ACNB – Nelore do Brasil

Acrimat repudia campanha contra consumo de carne em reportagem do Globo Rural

Com o maior rebanho bovino do Brasil, a Associação dos Criadores de Mato Grosso – Acrimat também emitiu uma nota de repúdio à publicação Globo Rural exigindo respeito ao trabalho realizado pelos pecuaristas.

Leia abaixo a nota assinada pelo seu presidente, Oswaldo Pereira Ribeiro Júnior:

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) vem a público mais uma vez para emitir nota de repúdio em decorrência da insistência de algumas empresas emitirem opiniões ou sugestões que prejudiquem outro setor da economia sem nenhum motivo ou embasamento científico.

Desta vez, a revista Globo Rural publicou em seu site e no seu canal no twitter uma matéria que sugeria um prato vegetariano para a “Segunda sem Carne”.

O Globo Rural conhece as dificuldades e as mazelas que enfrentamos todo o tempo e nos surpreendeu com essa postagem. Realmente não esperávamos essa atitude ainda mais como parte do setor.

Acreditamos que erros e enganos possam ocorrer. Não temos absolutamente nada contra a opção alimentar de cada cidadão, mas não concordamos com as sugestões desabilitadas de conhecimento científico para restringir o consumo de carne.

É contra isso que nos indignamos todos os dias. Produzimos um alimento natural, isento de qualquer substância química, essencial para a vida na Terra e que grande parte do mundo consome.

O pecuarista exige no mínimo respeito pelo que faz e produz.

Qual a sua opinião?

E você leitor, qual a sua opinião sobre isso? Escreva nos comentários!

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.