CuriosidadesNotícias

Robôs agricultores eliminam ervas daninhas sem agrotóxicos usando apenas eletricidade

Em um campo na Inglaterra, três robôs agricultores receberam uma missão: encontrar e eliminar ervas daninhas com eletricidade antes do plantio de sementes.

Os robôs – chamados de Tom, Dick e Harry – foram desenvolvidos pela Small Robot Company para livrar o solo de ervas daninhas indesejadas com o mínimo de uso de produtos químicos e maquinário pesado.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A startup tem trabalhado em seus herbicidas autônomos desde 2017 e, em abril deste ano, lançou o Tom, seu primeiro robô comercial que agora está operacional em três fazendas no Reino Unido. Os demais robôs ainda estão em fase de protótipo, em testes.

Robôs agricultores
Robôs agricultores eliminam ervas daninhas sem agrotóxicos usando apenas eletricidade

Robôs trabalham em sintonia

O robô Tom pode escanear 20 hectares por dia, coletando dados que são, então, usados ​​por Dick, um robô de “cuidado de plantações”, para eliminar ervas daninhas. Em seguida, é a vez do robô Harry plantar sementes no solo livre de ervas daninhas.

Usando o sistema completo, uma vez instalado e funcionando, os agricultores podem reduzir os custos em 40% e o uso de produtos químicos em até 95%, segundo a empresa.

Robôs agricultores
Robôs agricultores eliminam ervas daninhas sem agrotóxicos usando apenas eletricidade

Robôs agricultores podem evitar o uso de agrotóxicos

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, seis milhões de toneladas métricas de pesticidas foram comercializadas globalmente em 2018, avaliadas em US $ 38 bilhões.

“Nosso sistema permite que os agricultores salvem seus solos exauridos e danificados por produtos químicos”, disse Ben Scott-Robinson, cofundador e CEO da Small Robot.

Robôs agricultores
Robôs agricultores eliminam ervas daninhas sem agrotóxicos usando apenas eletricidade

A Small Robot espera lançar seu sistema completo de robôs até 2023. O serviço será oferecido a um preço de cerca de US$ 568 por hectare (cerca de R$ 2,9 mil). Inicialmente, o cliente receberá o robô de monitoramento. Os robôs de remoção e plantio serão entregues apenas quando os dados mostrarem que eles são realmente necessários.

Abaixo você pode conferir o vídeo demonstrativo desta nova tecnologia.

‎Imagine um mundo em que poderíamos usar robôs agricultores autônomos e inteligentes para substituir tratores.‎

‎Os três pequenos robôs, Tom, Dick e Harry e nosso cérebro de IA – Wilma, plantarão, monitorarão e tratarão culturas aráveis de forma autônoma. Isso permitirá que os agricultores sejam mais eficientes, precisos e produtivos, e também seja mais gentil com o solo e o meio ambiente.

Wilma é o chefe

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL‎ NO CAMPO

  • ‎Reconhecimento de erva daninha;
  • ‎Por inteligência vegetal‎;
  • ‎Integração com sistemas de informação de gestão agrícola‎.

‎Wilma usa dados precisos e atualizados de Tom e os converte em instruções de cuidados de cultura que podem ser verificadas por você e implementadas por Dick. Você pode olhar para os dados como ele vem do campo para tomar decisões, decisões que levarão em conta a agronomia, a ciência do solo e as condições de mercado.‎

AGRONEWS, *com informações do Olhar Digital.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados