Safra de feijão em Pernambuco deverá crescer 13%

A safra pernambucana total de feijão deverá crescer 13% em relação à produção e à produtividade do ciclo anterior, podendo alcançar 93,8 mil toneladas, o equivalente a 423 kg/ha cultivado, segundo Conab

A semeadura da leguminosa em Pernambuco é um pouco mais tardia quando comparada ao restante do território nacional, ocupando majoritariamente os períodos de 2° e 3° safras. Na segunda safra do ciclo 2022/23, o estado pernambucano deverá produzir 1,1 mil toneladas de cores e 30 mil toneladas de caupi.

Já na terceira safra da temporada 2021/22, ainda em fase de colheita, a produção em Pernambuco está estimada em 38,4 mil toneladas do tipo cores, 7,8 mil toneladas de preto e 8 mil toneladas de caupi. Para o ciclo 2022/23 a Conab prevê estabilidade de produção nas lavouras de feijão preto e caupi e ligeiro crescimento para cores, podendo chegar a 47,1 mil toneladas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Pernambuco é o segundo maior produtor de feijão do Nordeste, atrás apenas da Bahia. A região é propícia principalmente à cultura da variedade caupi, que apresenta rusticidade bastante elevada, especialmente em relação à demanda hídrica, adaptando-se bem às condições de menor disponibilidade de água.

Em âmbito nacional, a estimativa de área para plantio nesse primeiro ciclo do grão em 2022/23 é de 869,3 mil hectares, somando o cultivo do feijão-comum cores, preto e caupi. Tal valor indica diminuição na destinação de área em relação ao exercício passado, principalmente pela ampla concorrência de cultivos mais rentáveis, como soja e milho. A produção nacional total (somando os três períodos de produção dentro do ano-safra e os diferentes tipos do produto) deverá ser de aproximadamente 3 milhões de toneladas.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

One thought on “Safra de feijão em Pernambuco deverá crescer 13%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *