Mato GrossoNotícias

Segunda com carne: Pecuaristas fazem churrasco na porta do Bradesco

Nesta Segunda com carne, Pecuaristas pedem respeito à pecuária brasileira e oferecem churrasco para a população na porta das agências do Bradesco em diversas localidades do país.

A primeira semana de 2022 começou agitada para o setor agropecuário em Mato Grosso. Lideranças do setor da carne e entidades do agro realizaram hoje (03), um churrasco na porta da agência do Bradesco em ato de repúdio ao comercial divulgado pelo banco que induzia a redução no consumo de carne – movimento ficou conhecido como “segunda sem carne“. O AGRONEWS® acompanhou a manifestação e você pode conferir tudo logo abaixo.

Assista abaixo a matéria de cobertura do evento.

Segunda com carne

Para contrapor a propaganda divulgada, o Sindicato Rural de Cuiabá, com apoio da Associação de Criadores de Mato Grosso – Acrimat, a Nelore MT e a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu -ABCZ, organizou um churrasco em frente a agência central do banco em repúdio ao vídeo publicitário.

Com o nome de “Segunda com carne“, a manifestação pacífica, contou com a presença de pecuaristas e diversas lideranças do setor agro do estado. Populares que passavam pela agência do Bradesco puderam degustar uma deliciosa carne Nelore preparada com muito carinho pela equipe organizadora.

Segunda com carne: Pecuaristas fazem churrasco na porta do Bradesco
Jorge Pires de Miranda – Pecuarista e conselheiro da ABCZ

O pecuarista e conselheiro da ABCZ, Jorge Pires de Miranda, considerou esta ação como uma forma de cobrar respeito ao trabalho realizado pelos produtores rurais e relembra que o Brasil é um grande player no mercado mundial da proteína vermelha graças ao pecuarista.

Nós somos grandes exportadores de comida para o mundo. Então é uma classe que precisa ser respeitada por tudo aquilo que produz e trabalha. Nós não podemos mais ficar de braços cruzados ouvindo as inverdades que são colocadas pelas organizações não governamentais e também por entidades que deveriam apoiar o segmento que mais traz notícias positivas para o Brasil, que é o segmento agro.“, enfatiza Jorge Pires.

Segunda com carne: Pecuaristas fazem churrasco na porta do Bradesco
Gilberto Cattani – Deputado Estadual

O Deputado Estadual, Gilberto Cattani, representante do setor agro, também esteve presente na manifestação e considerou a justificativa do Bradesco muito fraca para um segmento com tamanha proporção e importância nacional. O parlamentar chegou a mencionar ao AGRONEWS® que o banco fez uma “cagada” com a publicação do vídeo.

Eu acredito que não tem muito o que o banco possa fazer. O banco já se retratou, ele viu a ‘cagada’ que ele cometeu. A nossa movimentação aqui é simplesmente para mostrar que nós estamos vivos, acordados em tudo que acontece em nosso meio, se nós formos atacados por qualquer entidade que seja, qualquer organização que seja ou qualquer empresa que seja, nós vamos retribuir dando nosso grito – nós estamos aqui muito vivos! E é isso que nós estamos fazendo aqui hoje.“, esclarece Cattani.

Segundo nota de repúdio divulgada pelo Sindicato Rural de Cuiabá, Mato Grosso possui o maior rebanho bovino do país e tem a grande responsabilidade de alimentar o planeta, por isso não podemos admitir ações que denigram o trabalho da pecuária brasileira.

Francisco Manzi – Diretor Técnico da Acrimat

Nossos modelos de produção utilizam práticas sustentáveis, pastagens produtivas e integrações para a criação de bovinos que contribuem positivamente para o balanço de carbono. É justamente neste contexto que o diretor da Acrimat, Francisco Manzi, outra liderança que esteve presente na manifestação, considerou a “Segunda com carne” um movimento com um objetivo maior que apenas protestar contra o Bradesco. Ele acredita que esta ação é importante para a conscientização de toda população.

Nós entendemos que temos uma produção hoje não só para o consumo brasileiro, mas através das exportações nós atingimos mais de 140 países e essa carne exportada traz divisas, traz recursos que fazem girar a economia e faz o nosso país mais forte para combater não só a desnutrição, mas também o desemprego.“, avalia Manzi.

Naime Márcio Moraes – Advogado e professor universitário

O professor universitário e advogado, Naime Márcio Moraes, apesar de não ser produtor rural fez questão de participar da manifestação e dar a sua contribuição para o entendimento da importância do agronegócio para o Brasil.

Eu não sou agricultor, em não tenho um palmo de terra, eu sou apenas um advogado e professor universitário que coaduno, que concordo e sei da importância deste agronegócio para o mundo.“, enaltece Naime.

O AGRONEWS® procurou a administração do banco (agência Barão de Melgaço), nesta ocasião, e foi informada pela gerência que o Bradesco não iria se manifestar a respeito da manifestação. Já a assessoria de imprensa da instituição reforçou seu posicionamento anterior dizendo que: “O Bradesco reitera seu apoio e crença irrestrita ao setor agropecuário. Há décadas é o maior banco privado do agronegócio. Foram a Pecplan e a Fundação Bradesco, com o apoio de seus técnicos, que implantaram e capacitaram milhares de agropecuaristas a fazer inseminação artificial. Com isso, contribuiu decisivamente para a pecuária alcançar o atual e reconhecido nível de excelência mundial.“, informou a assessoria.

Segundo informado pela organização do evento, a manifestação ocorreu também em outras capitais do país. Para saber como tudo começou acesse a matéria completa clicando aqui.

Qual a sua opinião sobre esta manifestação? Deixe nos comentários logo abaixo…

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Siga-nos no Google News: CLIQUE AQUI

15 Comentários

  1. Engraçado que no estado com maior rebanho bovino e o status de maior exportador…o povo aqui fica em longas filas pra comer ossinho. Não vi nenhum deputado representante do agro se manifestar, se comover e fazer um protesto desse servindo carne aos famintos, mas ao primeiro sinal de manifesto contra o agro saem com toda fúria pra cima… esperando o povo do agro fazer doações gigantescas às famílias necessitadas

  2. Melhor protesto é encerrar a conta nesses bancos de safados, como Itaú e Bradesco, que não classifico como bancos de comunistas, mas de oportunistas, por terem se dado muito bem no governo da ESQUERDA LADRA.

    1. Concordo com você. Apenas acho que os bancos ganham muito dinheiro a décadas. Desde Fernando Henrique Cardoso, Lula, passando por Dilma e Temer e continua com Bolsonaro. Qual foi a medida que Bolsonaro tomou para diminuir os lucros dos bancos? Nenhuma. Pelo contrário. O Banco Central subiu a taxa básica de juros, aumentando ainda mais os ganhos dos bancos, que aplaudiram a iniciativa.

      1. Roberto, empresa que dá lucro também está gerando empregos… Seria melhor que os Bancos dessem prejuízo? Sobre a taxa básica, ela serve como referência para o cálculo da maioria dos juros. Com o aumento dessa taxa, todas as modalidades de crédito ficam mais caras, por outro lado, quando a taxa básica cai, as despesas dos bancos e das financeiras ficam mais leves, o que leva a uma oferta de crédito mais barata no mercado. Neste contexto, o ganho dos bancos em geral permanece proporcional pois o custo do dinheiro também aumenta.

      2. Roberto Campos, eu sei de uma medida que o atual governo tomou, através do Banco Central, que os bancos não gostaram, e estão perdendo milhões, essa medida foi a implantação do PIX, antes pagávamos taxas caras para fazer uma transferência, hoje não pagamos nada, e a transferência é feita em minutos, para qualquer instituição financeira, por isso essa atitude do Banco Bradesco contra um dos pilares do crescimento econômico do Brasil.

  3. Agropecuárista latifúndiarios da matanças de seres indefesos, carniceiros poluidores, desmamatador e está comprovado pela ciência que carniça ou carne vermelha são causadores de doenças cancerígenos, enfarte e avcs (aquela doença que quando não mata deixam cagando e andando e outros, tem que limpar seus excrementos até a morte…

  4. Amei a iniciativa dos pecuaristas. O Brasil precisa e deve valorizar o agronegócio, um dos pilares da nossa economia. Quanto ao Bradesco, vou migrar para outro banco.

  5. Não entendo depois dessa cagada do Bradesco a prefeitura do Rio de Janeiro continua dando exclusividade de recebimento do IPTU só nesse banco .
    Ou há má fé ou uma demonstração de atrapalhar os cariocas que não possuem conta nessa mercado desse banco

  6. Esse bando de almofadinhas que ficam com a bunda na cadeira em suas salas com ar condicionado ou na frente das câmeras fazendo merda e defendendo vagabundo e apoiando coisas erradas, não sabem sequer como nasce um pé de milho, soja, arroz, algodão, nem como se cria ou engorda um boi, para essa cambada de idiotas se fartarem de comer, no café da manhã, almoço jantar se vestir calçar andar com bolsas caríssima de couro de animal, eles não desconfiam que tudo o comem ou veste vem do Agro, me assusta o Bradesco se posicionar de forma tão imbecil como está. Sem o Agro o mundo não come, a humanidade precisa de tudo que o campo produz para sobreviver!!!!!
    Vamos continuar alimentando e vestindo o mundo e esses bandos de idiotas não sabem o que dizem. Repúdio total a essa gentinha medíocre que tanto critica o nosso rico e promissor Agro. Deus abençoe sempre o homem do campo que alimenta o mundo…

    1. Faço minhas as suas palavras! O homem do campo tem que ser valorizado! Esses almofadinhas retardados não sabem bosta nenhuma! Não sabem o sacrifício de todo processo dos agropecuaristas pra carne chegar até a mesa de cada um de nós! Essa geração mimizenta tem que aprender a respeitar os mais experientes .Comer carne faz parte de uma tradição milenar…, se não gosta não tem problema! É só não comer e ficar quieto!

  7. Deveriam fazer a mesma coisa com a Heineken por motivo semelhante, ou já esqueceram que ela publicou que não combina com churrasco???

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados