Soja: disputa por farelo de soja aumenta; preços voltam a subir

Após registrarem os menores valores do ano em junho, os preços do farelo de soja voltaram a subir no mercado brasileiro

Isso porque a valorização do dólar frente ao Real atraiu importadores para o Brasil, acirrando a disputa com os compradores domésticos. Conforme dados da Secex, o Brasil exportou 10,41 milhões de toneladas de farelo de soja no primeiro semestre deste ano, 28,4% acima do escoado no mesmo período do ano passado e um recorde considerando-se os primeiros seis meses do ano.

Os principais destinos do derivado brasileiro foram: Indonésia (14,79%); Tailândia (15,38%) e Países Baixos (Holanda), com participação de 10,26% do total.
Segundo o relatório do USDA divulgado no dia 12 de julho, o Brasil deve escoar volume recorde de farelo de soja nesta temporada (2021/22), estimado em
18,5 milhões de toneladas (2,78% acima do indicado no relatório passado). O consumo doméstico também deve atingir recorde, de 19,6 milhões de toneladas
(0,26% superior ao relatório de junho/22).

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Diante disso, na média das regiões acompanhadas pelo Cepea, o farelo de soja se valorizou significativos 5,4% entre as médias de junho e a da primeira
quinzena de julho. Em um ano, a valorização é de expressivos 11,9%. O dólar, por sua vez, registrou aumento de 6,3% entre junho e a parcial de julho deste ano.

Por Débora Kelen Pereira da Silva/Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

]]>

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *