Soja: em 2022 preço do subproduto segue em queda

Em setembro a margem bruta de esmagamento da soja em Mato Grosso reduziu 15,12% no comparativo com agosto, fechando na média de R$ 361,87/toneladas

Essa redução é reflexo da queda acentuada no preço do subproduto observada no mês, principalmente, na cotação do óleo de soja, que na média de setembro caiu 7,20% ante ao mês anterior. Por outro lado, a margem esteve 49,67% maior que a média do mesmo período do ano passado, quando estava em R$ 241,78/toneladas.

Com a margem bruta menos atrativa em relação ao mês de agosto, algumas indústrias de Mato Grosso já anteciparam as pausas para manutenção – movimento que é mais frequente nos últimos dois meses do ano -, o que influenciou no recuo do esmagamento da soja em setembro, ficando estimado em 832,28 mil toneladas, recuo de 13,00% em relação a agosto.

Para outubro, a margem de processamento tem apresentado, até o momento, desvalorização de 20,90% em comparação com o mês passado, o que pode continuar pressionando o ritmo de esmagamento no estado.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

soja
  • Valorização: com o aumento semanal de 12,79% do prêmio portuário, o valor da soja exibiu alta de 1,02% no comparativo com a semana passada;
  • Chicago cai: diante do avanço da semeadura da soja na América do Sul, as cotações da oleaginosa exibiu recuo de 0,13% ante a semana passada, a US$ 13,83/bu;
  • Dólar desvaloriza: devido às incertezas quanto às eleições no Brasil e a perspectiva de desaceleração da taxa de juros nos EUA, o dólar exibiu queda semanal de 0,52%.

Por Daniele Balieiro/AGRONEWS® com informações do Imea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *