T7 Methane Power, o trator movido a esterco de gado

Trator movido a esterco de gado é o primeiro do mundo a usar esse tipo de tecnologia e a grande inovação da New Holland para a agricultura de carbono neutro.

Prepare-se para a revolução na tecnologia agrícola! Apresentando o trator New Holland T7 Methane Power LNG, ele é o primeiro trator do mundo a ser alimentado com gás natural liquefeito gerado a partir de metano (esterco de gado). O protótipo pré-produção foi uma das principais atrações do CNH Industrial Tech Day, realizado no Maricopa Agricultural Center da Universidade do Arizona, em dezembro.

T7 Methane Power, primeiro trator do mundo movido a esterco de gado

Sustentabilidade e inovação

Encontrar maneiras de reduzir as emissões é uma tendência atual, mas e se houvesse uma maneira de alcançar a neutralidade de carbono e superá-la? Essa é parte da proposta de valor que o trator New Holland T7 Methane Power LNG traz para o mercado.

Não só este trator inovador produz a mesma potência que seu equivalente a diesel, 270 cv, mas também elimina a necessidade de um tanque frontal graças à maior densidade energética do GLP.

Mas espere, fica ainda melhor, porque este T7 trator não é apenas um trator GLP comum, ele também é a versão líquida do já existente trator T6 Methane Power que funciona com GNV (Gás Natural Veicular).

Trator movido a esterco de gado

Através de sua parceria com a Bennamann, a CNH Industrial também está trabalhando em um plano de economia circular para produtores de leite e pecuária. A Bennamann é capaz de impedir que o metano entre na atmosfera e convertê-lo em metano líquido fugitivo, que pode ser usado para alimentar o T7 Methane Power LNG.

O esterco de gado é coletado e transferido para uma cava ou tanque de dejetos coberto. O metano fugitivo pode ser capturado e, em seguida, processado em metano líquido. Entretanto, nem todas as fazendas são adequadas para o sistema Bennamann e criar a infraestrutura para transportar e armazenar GLP nas fazendas é um desafio que ainda precisa ser superado.

T7 Methane Power, primeiro trator do mundo movido a esterco de gado

O presidente global da New Holland, Carlo Lambro, disse que a empresa já está em busca de parceiros para resolver a questão da infraestrutura. “Já estamos na fase de ter desenvolvido o motor, que é adequado para o metano, mas provavelmente a verdadeira mudança de jogo é a infraestrutura“, ele ainda complementa, “O trator é a última peça; a primeira peça é como você gera metano, como o armazena, como o leva para o fazendeiro e então a última peça, como você pode usá-lo para mover máquinas.

Oscar Baroncelli, líder mundial de gerenciamento de produtos de tratores da New Holland Agriculture, disse que o objetivo era reduzir as emissões de dióxido de carbono e aumentar a produtividade da fazenda. Ele diz que os tratores com combustíveis alternativos tinham vários benefícios, incluindo economia de custos operacionais de até 30%, redução de ruído de 50% e redução de material particulado de até 98%.

Dependendo de onde o GLP foi originado, Baroncelli explica que havia vários tipos de redução de CO2. “Se você for usar metano fóssil da rede, é -11%. Se você for usar biometano de tratamento de água, de resíduos, de cana-de-açúcar, é -80%“. Ele ainda completa dizendo que no caso do uso de biometano, capturado a partir de biogás, será -180%. “Você vai ser negativo em carbono; basicamente, usando o trator você está limpando o meio ambiente.” finaliza.

Na avaliação dos especialistas, o diesel continuaria sendo uma fonte de energia muito importante tanto para operações agrícolas quanto para construções, mas o mundo estava em um ponto de inflexão. A empresa pretende atender aos clientes e deixá-los preparados, com antecedência, das novas regulamentações de emissões. “Precisamos ter certeza de que essa tecnologia vai entregar um retorno claro e mensurável sobre o investimento para nossos clientes.” diz Oscar Baroncelli.

T7 Methane Power, primeiro trator do mundo movido a esterco de gado

Algumas características técnicas

O trator T7 conta com um tanque de gás de aço inoxidável patenteado, com formato semelhante ao de um tanque de diesel e cuja temperatura é controlada ativamente. Isso porque o gás líquido deve permanecer a baixa temperatura. Sob o capô, encontra-se um motor FPT NEF seis cilindros. Está presente um conversor catalítico três vias, mas não é necessário o uso de AdBlue.

O trator GLP oferece a mesma potência e torque do atual modelo T7.270 alimentado a diesel. O protótipo possui uma transmissão AutoCommand sem etapas.

A New Holland está fornecendo o T7 Methane Power LNG com a mesma nova cor Clean Blue que foi introduzida no recém lançado T4 autônomo elétrico. O emblema está iluminado e encontrado em vários lugares (na coluna C). Além disso, as rodas pretas chamam atenção, assim como as luzes LED em vários lugares.

T7 Methane Power, primeiro trator do mundo movido a esterco de gado

Carbono neutro

Segundo informações da fabricante, o New Holland T7 Methane Power é outro passo na estrada para a agricultura carbono neutro e consolida nosso compromisso com um futuro mais sustentável, mais produtivo e mais rentável para os agricultores. Graças à nossa parceria com a Bennamann e sua solução única que captura metano fugitivo a partir de dejetos de vacas, o processa e depois o refine em Biometano líquido que é então usado como combustível para o T7 Methane Power, completando assim o ciclo de Fazenda Independente de Energia.

A New Holland ainda não anunciou quando a produção do trator T7 LNG começará, mas estamos animados em ver essa tecnologia inovadora chegar aos campos em breve!

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

3 Comentários

  1. Frederico Tischerdisse:

    Sugiro uma revisão do texto para evitar confusão.
    LNG – gás natural liquefeito é formado basicamente por metano resfriado até o estado líquido e armazenado em tanques isolados termicamente.
    GLP – gás liquefeito de petróleo é formado por hidrocarbonetos gasosos com maior número de carbonos, principalmente butano e propano, passa ao estado líquido a baixas pressões e é popularmente conhecido como gás de cozinha.
    A síntese do metano em moléculas maiores seria uma excelente opção para o desafio da densidade energética, mas entendo que nesta aplicação não seja este o caso.

  2. arleto tenorio dos santosdisse:

    e muito gratificante poder ver os avanços tecnológico principalmente dentro da cadeiea que mais inova que é o agronegócio brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *